Ralf volta da Argentina com cabeça no Mundial do Corinthians

O Corinthians já vem usando os jogos do Campeonato Brasileiro como um laboratório para o Mundial

Comentar
Compartilhar
23 NOV 201217h46

O desembarque da Seleção Brasileira, na quinta-feira (22), marcou o último encontro de Ralf com o aeroporto internacional de Guarulhos antes da viagem do Corinthians para o Mundial de Clubes da Fifa. Com apenas mais dois jogos antes de embarcar para o Japão, o volante não esconde a ansiedade.

“A expectativa é muito boa. Não tem como não falar nesses dois jogos e não pensar no Mundial. É inevitável”, admitiu o camisa 5, que foi titular diante da Argentina no Superclássico das Américas.
 
O Corinthians já vem usando os jogos do Campeonato Brasileiro como um laboratório para o Mundial e nada melhor do que dois clássicos, contra Santos e São Paulo, para preparar a equipe que jogará no oriente. Ralf garante que o elenco vem tentando manter a concentração. “A gente vem trabalhando a cabeça da melhor forma possível para ficar tranquilo e viajar bem”, comentou.
 
Até mesmo a queda de Roberto di Matteo no Chelsea, um possível adversário na final, não tem preocupado muito a equipe alvinegra. “A gente sabe que o Chelsea não se define só pelo treinador. Eles têm as razões deles. Não cabe a mim elogiar ou crucificar. A gente está focado no nosso objetivo”, afirmou o volante, que deverá ter a missão de parar o ofensivo meio-campo inglês.
 
O embarque corintiano para o Japão está agendado para a madrugada de 3 para 4 de dezembro, dois dias depois de encerrada a participação da equipe no Campeonato Brasileiro. O primeiro destino será Dubai, onde a equipe ficará um dia antes embarcar pela última vez rumo ao Japão.

Ralf não consegue deixar de pensar no Mundial (Foto: Reginaldo Castro-Agência O Dia-AE)