Rafael Marques lembra que Paulista já acabou e espera mais atitude

O atacante cobra atitude até de si mesmo para que o Palmeiras entenda o nível superior da competição nacional e conquiste a primeira vitória no domingo, contra o Goiás

Comentar
Compartilhar
20 MAI 201514h13

O vice-campeão paulista precisa entender que o torneio estadual acabou. O recado é de Rafael Marques. Após dois frustrantes empates nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro, o atacante cobra atitude até de si mesmo para que o Palmeiras entenda o nível superior da competição nacional e conquiste a primeira vitória no domingo, contra o Goiás, no Palestra Itália.

“A expectativa é a mesma que se criou no Paulista, de fazer um belo campeonato, mas o Brasileiro é completamente diferente. Com todo respeito às equipes do Paulista, o Brasileiro é mais forte, com times qualificados e grandes jogadores”, disse o jogador, escolhido para dar entrevista coletiva após o treino desta quarta-feira e mostrou sinceridade.

“A equipe melhora no dia a dia, trabalhando, mas precisamos procurar saber que o nível do Brasileiro não é como no Paulista. Isso é fundamental. No dia a dia, o ponto principal de cobrança é por mais atitude e autocrítica de cada um, saber o que pode melhorar para não bater na tecla de sempre existir desconfiança na nossa equipe. É essencial que nos avaliemos mais. O resto é escutar o que o Oswaldo passa”, apontou.

Atacante pede autocrítica e quer time abrindo os olhos para jogar bola no Brasileiro (Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras)

Rafael Marques citou o 0 a 0 em jogo sem torcida contra o Joinville, no domingo, em Santa Catarina, como exemplo da necessidade de mudança de comportamento dentro de campo. O próprio atacante fez uma autocrítica, relatando que a falta de atitude de todos prejudicou o desempenho ofensivo.

“Ali na frente, é necessário um pouco mais de atitude. Temos em mente o objetivo de sermos campeões e temos que colocar em prática. Em Joinville, ficou bem claro: mantivemos a posse de bola, mas sem criação nem jogada na lateral ou chutando da entrada da área. Eu mesmo não dei um chute a gol”, falou, já impondo os três pontos como única meta no domingo.

“É óbvio que não estamos satisfeitos com as duas partidas que fizemos, queríamos buscar a vitória dentro de casa justamente no primeiro jogo para ter tranquilidade para jogar fora de casa, nossa ideia é fazer o dever de casa e, no mínimo, empatar fora. Só pensamos em vencer o Goiás e trabalhamos forte nesta semana para nada sair errado”, declarou Rafael Marques.