Queniano vence e Giovani dos Santos chega ao pódio

Disputa acirrada no último quilômetros Edwin Kipsang venceu a Corrida de São Silvestre. Giovani dos Santos chegou em 4º.

Comentar
Compartilhar
31 DEZ 201215h41

Após uma disputa acirrada nos últimos quilômetros, o queniano Edwin Kipsang venceu a Corrida Internacional de São Silvestre. Quarto colocado, Giovani dos Santos garantiu a presença do Brasil no pódio da 88ª edição da tradicional prova, disputada na manhã desta segunda-feira.

Com o sucesso de Kipsang, o Quênia contabiliza 13 títulos, dois a mais que o Brasil. O país africano viveu um breve jejum na prova, já que não vencia desde 2009, quando James Kipsang conquistou o bicampeonato – desde então, triunfaram o brasileiro Marílson Gomes dos Santos e o etíope Tariku Bekele.

Quarto colocado nesta segunda-feira, Giovani dos Santos garantiu a presença do Brasil no pódio, mas não chegou a brigar diretamente pela vitória. Em uma disputa restrita a quenianos, Edwin Kipsang superou os compatriotas Joseph Aperumoi e Mark Korir para cruzar a linha de chegada.

Após superar dois compatriotas nos últimos quilômetros, o queniano Edwin Kipsang garantiu a vitória na corrida. (Foto: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press)

A Corrida 

Os representantes do continente africano dominaram a prova desde o início. Giomar Pereira da Silva, do Cruzeiro, chegou a acompanhar o grupo até a região do Estádio do Pacaembu, mas deixou o pelotão rapidamente e a briga pela vitória ficou restrita aos estrangeiros.

Os quenianos Edwin Kipsang, Mark Korir e Joseph Aperumoi imprimiram um ritmo forte e passaram a disputar a liderança. O último foi contratado para representar o Cruzeiro, que poucos minutos antes contou com a queniana Maurine Kipchumba para vencer.

O brasileiro Giovani dos Santos, campeão da Volta da Pampulha e principal esperança de vitória do Brasil na São Silvestre, não chegou a participar diretamente da disputa pela liderança, mas se manteve a uma distância razoável do grupo que liderava a prova.

Mais inteiros, Edwin Kipsang e Mark Korir aceleraram e passaram a liderar a corrida de forma confortável na altura do nono quilômetro. Na subida da Brigadeiro Luís Antônio, em um ritmo impressionante, o primeiro se desgarrou e partiu para conquistar a vitória.

Aperumoi reagiu nos últimos metros e chegou a ultrapassar Korir. Ainda que tenha demonstrado força na parte final, o representante do Cruzeiro não conseguiu alcançar o compatriota Kipsang. Giovani dos Santos cruzou a linha de chegada no quarto lugar e foi o melhor brasileiro.

Pódio

1 – Edwin Kipsang (Quênia): 44min04s
2 – Joseph Kachapin Aperumoi (Quênia): 44min14s
3 - Mark Korir (Quênia): 44min20s
4 – Giovani dos Santos (Brasil): 44min50s
5 – Hafid Chani (Marrocos): 45min54s