Praia Grande tem o 29º melhor paratleta da natação brasileira

Luiz Ramirez integra equipe municipal do esporte

Comentar
Compartilhar
21 FEV 201315h54

O paratleta Luiz Henrique Sieiro Lopes Ramirez é atualmente um dos maiores nadadores do Brasil para pessoas com deficiência (PcD). Com patrocínio das secretarias de Esportes e Lazer (Seel) e Educação (Seduc), além da Associação Praia Grande e Associação Paradesportista do Litoral Paulista (APLP), o jovem ocupa a 29ª colocação no ranking de natação do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB).

Aos 18 anos, na classe S14 (deficiência intelectual), Ramirez assegurou o direito de disputar diretamente as etapas nacionais do Circuito Paraolímpico Loterias Caixa Brasil 2013. Apenas os 50 melhores paratletas do país ganharam esse direito.

Os demais devem disputar as etapas regionais para então tentar classificação para as nacionais. Vale frisar que em 2012, o nadador praia-grandense integrou a seleção brasileira e faturou duas medalhas (um ouro - nos 100 metros peito - e uma prata – nos 200 livres) no Brasil Open Internacional de Natação.

Em 2012, nas etapas nacionais do Circuito Loterias Caixa Brasil, acumulou 13 medalhas (oitos ouros, quatro pratas e um bronze) (Foto: Reprodução)

Seleção

Ramirez é natural de Peruíbe, mas reside em Praia Grande há mais de seis anos. Estudante da Escola Estadual Balneário das Palmeiras, nasceu em 6 de novembro de 1994. O irmão Vinicius também integra a seleção local. Treina diariamente na piscina municipal (Bairro Mirim) onde recebe orientação técnica da Professora Silvia Schich Rodrigues.

Em 2012, nas etapas nacionais do Circuito Loterias Caixa Brasil, acumulou 13 medalhas (oitos ouros, quatro pratas e um bronze). Na terceira fase do evento, venceu os 200 livres, com 2min16seg08 (novo recorde brasileiro); e 200 medley, com 2min42seg92 (novo recorde nacional). Na ParaOlimpíada Brasileira Escolar, na classe deficiente intelectual (DI), categoria B (16 a 19 anos), Ramirez venceu os 50 e 100 livres. No VIII Troféu Sérgio Del Grande, ganhou ainda, as disputas de 50 costas, 50 peito, 100 livres e 200 medley.

Em 2011, nas etapas nacionais do Circuito Loterias Caixa Brasil, conquistou sete medalhas (três ouros, três pratas e um bronze). No Campeonato Nacional regido pela Associação Brasileira de Desportos de Deficientes Mentais (ABDEM), Ramirez venceu as disputas de 100 peito e 200 livres; e foi prata nos 50 livres. Na Paraolimpíada Brasileira Escolar, faturou cinco medalhas de ouro: nos 50 livres, 100 livres, 100 peito, 200 medley e revezamento 4x50 livres. Na Paraolimpíada Estadual Escolar sagrou-se campeão nas provas de 50 livres, 50 borboleta e 100 peito.

Em 2010, na Paraolimpíada Estadual Escolar, Luís Henrique ganhou as provas de 50 livres, 100 peito e revezamento 4x50 livres. Venceu a 5ª Maratona Aquática Ayrton Vaz Moreno/Bertioga. Sagrou-se vice-campeão da 10ª Maratona Aquática do Rio Itanhaém e da Travessia Aquática Jiro Hashizume, em São Vicente. Em 2009, conquistou medalha de bronze na Travessia da Fortaleza de Itaipu/Praia Grande.