Por recuperação após clássico, Santos encara a Ferroviária na Vila

O revés do Santos para o São Paulo, na última quarta-feira, na Vila Belmiro, ainda ecoa nos arredores do CT Rei Pelé

Comentar
Compartilhar
18 FEV 2017Por Gazeta Press16h30
Após derrota para o São Paulo, na última quarta, Santos busca recuperação no PaulistaApós derrota para o São Paulo, na última quarta, Santos busca recuperação no PaulistaFoto: Ivan Storti/SFC

Ser derrotado nunca é bom. Agora presenciar um rival triunfando no primeiro clássico do ano, ver a queda de vários tabus e ainda perder a invencibilidade na temporada é pior ainda. O revés do Santos para o São Paulo, na última quarta-feira, na Vila Belmiro, ainda ecoa nos arredores do CT Rei Pelé. Porém, como o futebol é bem dinâmico, os santistas poderão apagar a mancha deixada pelo tricolor já neste sábado, às 19h30 (de Brasília), quando encaram a Ferroviária, também no estádio Urbano Caldeira, pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

Além do problema psicológico após a primeira derrota de 2017, o técnico Dorival Júnior também precisa lidar com as dificuldades dentro das quatro linhas. Afinal, os titulares Renato e Vanderlei seguem fora de combate.

Por conta disso, o comandante do alvinegro poderia repetir a formação da equipe que perdeu de virada por 3 a 1 para o São Paulo. Porém, os sete gols sofridos em apenas três partidas escancararam os problemas defensivos e Dorival pode promover mudanças para este sábado.

“A preocupação sempre existe. Quer você tome três ou um (gols). Sempre estaremos preocupados e melhorando. Temos que continuar trabalhando e buscando nossa recuperação, já que quando vencemos, não nos sentimos satisfeitos. Vamos intensificar os trabalhos”, explicou o comandante santista.

A principal alteração será na zaga. O zagueiro Cleber, contratado por R$ 7,4 milhões, irá receber sua primeira oportunidade entre os titulares. O defensor vem se destacando nos treinamentos, mas ainda não estreou oficialmente pelo clube. Com isso, Lucas Veríssimo vai para o banco.

Dorival fechou o último treinamento da semana, no CT Rei Pelé, e não mostrou o provável time que entrará em campo diante da Locomotiva. Porém, o técnico recebeu um reforço de peso para o duelo. O centroavante Ricardo Oliveira também está à disposição e foi inscrito no Paulista. O camisa 9 até pode iniciar a partida como titular, mas como ele ainda não está totalmente com ritmo de jogo, a tendência é que Rodrigão siga no comando de ataque.

Em contrapartida, o treinador do Peixe não contará com o meia Lucas Lima para a partida deste sábado. O camisa 10 ainda sente dores após levar uma pancada no joelho esquerdo durante o clássico contra o São Paulo, na última quarta-feira. Além disso, o local também apresentou luxação. Para preservar o jogador, o departamento médico decidiu vetá-lo para o duelo.

Com seis pontos em três jogos, o Santos ocupa a segunda colocação do grupo D do Campeonato Paulista. O líder é Mirassol, que tem nove e é o único time ainda 100% no torneio estadual. Ponte Preta, também com seis pontos, e Audax, com quatro, completam a chave.

Se o Santos entrará em campo pressionado neste sábado, a Ferroviária jogará com um peso enorme nas costas. Sem nenhuma vitória e com apenas um ponto conquistado em três jogos, o time de Araraquara precisa bater o Peixe para sair da última posição do grupo B.

E a principal novidade da Ferrinha para o duelo contra o alvinegro está no banco de reservas. Após demitir Antônio Picoli na segunda rodada do Paulistão, a diretoria do clube apresentou PC de Oliveira como novo treinador até o fim do torneio estadual.

Araraquarense, ex-jogador da Locomotiva e com carreira vitoriosa dentro do futsal, sendo campeão mundial, em 2008 e dirigindo várias equipes tradicionais da modalidade, PC de Oliveira encara um desafio inédito na carreira: comandar uma equipe de futebol de campo.

“As pessoas podem pensar que eu não tenho nada a perder, já que na teoria, eu tenho minha carreira consolidada como treinador de futsal, mas elas não sabem como é o futuro e o que eu penso da minha vida. É um projeto ousado, ambos resolvemos correr esse risco, pensando na instituição e pensando na cidade. É importante que as pessoas vejam isso, que não estou aqui para perder. Venho para vencer e consolidar este momento entre instituição e cidade”, explicou o novo treinador.

Mesmo que PC de Oliveira consiga fazer um grande trabalho na Ferroviária, ele não permanecerá após o fim do Paulistão. Com a ausência de atividades no calendário do futsal nacional, o treinador comanda a Locomotiva até o término do torneio estadual, em abril. Depois deste período, ele retoma seus compromissos com a seleção brasileira de futsal.

FICHA TÉCNICA:
SANTOS X FERROVIÁRIA

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 18 de fevereiro de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Alex Ang Ribeiro e Herman Brumel Vani

SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, Cleber, Yuri e Zeca; Leandro Donizete, Thiago Maia e Léo Cittadini; Vitor Bueno, Copete e Rodrigão (Ricardo Oliveira).
Técnico: Dorival Júnior

FERROVIÁRIA: Matheus; William Cordeiro, Leandro Amaro, Luan e Léo Veloso; Flávio, Claudinei, Juninho e Alan Mineiro; Capixaba e Elder Santana.
Técnico: PC de Oliveira