Por moedas em Ganso, Santos é punido e não pega Corinthians na Vila

o Santos foi punido em um jogo e multado em R$ 10 mil pelas moedas atiradas por torcedores da equipe em direção ao jogador Paulo Henrique Ganso

Comentar
Compartilhar
19 FEV 201311h05

Em julgamento realizado no final da tarde desta segunda-feira (19), no Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), o Santos foi punido em um jogo pelas moedas atiradas por torcedores da equipe na vitória do Peixe sobre o São Paulo, por 3 a 1, no último dia 3, na Vila Belmiro. Desta forma, os santistas não poderão enfrentar o Corinthians, no dia 3 de março, em seu estádio.

Além da perda de um mando de campo, os alvinegros ainda foram multados em R$ 10 mil, por unanimidade, pela Primeira Comissão Disciplinar do TJD-SP. Apesar da punição, o Santos poderá receber o XV de Piracicaba, no próximo domingo, na Vila Belmiro, por conta do prazo previsto para a alteração do local de uma partida de futebol, no Estatuto do Torcedor.

Com base nos relatos da súmula da partida, os santistas foram enquadrados nos artigos 211 e 213, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). O primeiro item prevê deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infra-estrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização, além de um parágrafo único, que indicie nas mesmas penas a entidade mandante que não assegurar à delegação visitante, livre acesso ao local da competição e aos vestiários. Já o segundo diz respeito a deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo.

Na visão do tribunal, o Santos não tomou medidas que impedissem o ato de hostilidade sofrido por Ganso (Foto: Reprodução)

Na súmula da partida, o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza descreveu o ocorrido da seguinte maneira: "Informo que, no intervalo da partida, fui comunicado por fiscais da FPF, que torcedores do Santos FC, posicionados em cima do vestiário do São Paulo FC, arremessaram moedas contra o atleta do São Paulo, Sr. Paulo Henrique Chagas de Lima, cito, não presenciei tais arremessos, mas observei diversas moedas no solo próximo a entrada do túnel do vestiário do São Paulo FC".

Na visão do tribunal, o Peixe não tomou medidas que impedissem o ato de hostilidade sofrido por Ganso. Com isso, o Alvinegro Praiano terá de duelar com o Timão, em confronto válido pela décima rodada do Estadual, longe de seus domínios. O departamento jurídico estuda entrar com um recurso contra a decisão. A direção do clube ainda irá definir qual será o palco do clássico com o Corinthians.