Pelé recebe do presidente do COI maior honraria da Ordem Olímpica

Principal atleta brasileiro de todos os tempos, Pelé foi condecorado com colar que leva os arcos olímpicos, nesta quinta-feira, em Santos, no Valongo

Comentar
Compartilhar
16 JUN 2016Por Diário do Litoral15h30
Pelé recebe do presidente do COI maior honraria da Ordem OlímpicaPelé recebe do presidente do COI maior honraria da Ordem OlímpicaFoto: Matheus Tagé/DL

Principal esportista brasileiro de todos os tempos, Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, foi condecorado, nesta quinta-feira, em Santos, com a mais honraria da Ordem Olímpica do Comitê Olímpico Internacional (COI). Ele recebeu um colar com os famosos arcos das mãos de Thomaz Bach, presidente da instituição internacional, e de Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro.

Esta é a terceira vez que um brasileiro é homenageado com a comenda. Antes, a ex-nadadora Maria Lenk e o ex-atleta Adhemar Ferreira da Silva também foram agraciados.

"Por ser a maior honra da Olimpíada, a gente recebe uma nomeação e as discussões sobre a validade da entrega demoram muito. No caso de Pelé, durou poucos segundos. Todo mundo tem grandes razões para prestar homenagem para um atleta dessa grandeza", afirmou Bach, em evento realizado no Museu Pelé, no Valongo, em Santos.

Mesmo sendo a principal referência do Brasil no esporte, o ex-camisa 10 do Peixe nunca esteve presente em disputa do evento multiesportivo. Na época, somente jogadores amadores podiam representar o seu país, o que impediu que ele entrasse em campo com a Amarelinha entre o fim dos anos 50 e início da década de 70.

Até o momento, foram 12 participações do futebol brasileiro nos Jogos, com três medalhas de prata e dois bronzes. O tão sonhado ouro, no entanto, nunca chegou. A explicação para a ausência canarinha no lugar mais alto do pódio foi motivo de brincadeira do Rei.

"Eu costumo brincar com os meus amigos de Santos (Futebol Clube) que o Brasil nunca ganhou uma Olimpíada, por que nunca joguei o torneio. E com essa homenagem que Deus me deu, vou mandar vibrações positivas para que possamos, enfim, conquistar esse título", afirmou Pelé.

O Rei do Futebol é um dos grandes cotados para acender a pira olímpica na abertura dos Jogos, a ser realizado no dia 05 de agosto, no Maracanã. O Comitê Organizador dos Jogos do Rio, no entanto, prefere manter sigilo e, através de Carlos Nuzman, não deu pistas quanto ao representante do país no dia da abertura da Olímpica.

"Não podemos dizer no momento. Deixaremos o mistério até momentos antes", despistou Nuzman.