Banner gripe

Pato admite problema em jogar pela direita

Quatro meses após sua chegada ao Santos, o futebol do jogador ainda não convenceu

Comentar
Compartilhar
22 NOV 201217h11

A dificuldade com o idioma português, saudades da família e a troca de lado no campo de jogo são as explicações do meia argentino Patrício Rodriguez para o seu futebol ainda não ter convencido, quatro meses depois de ter chegado ao Santos como jogador de alto nível para a disputa do Campeonato Brasileiro. 

“No Independiente (da Argentina), eu jogava pela esquerda e no Santos tive de me adaptar na direita porque o espaço do meio para esquerda é ocupado por Neymar. Nunca tinha jogado dessa maneira e é claro que senti”, disse o meia, que vai substituir Neymar (suspenso pelo terceiro cartão amarelo) no clássico contra o Corinthians, neste sábado, no estádio do Pacaembu, pela 37.ª e penúltima rodada do Brasileirão.
 
“A adaptação está sendo difícil porque a mudança foi muito grande”, reconheceu. “Sinto falta da Argentina, do meu bairro, da família, dos amigos e de fazer as coisas. Enfim, de tudo isso. Agora tudo é diferente. Treino e depois fico sozinho com a minha namorada. Mas vou procurar aproveitar as férias, matar as saudades e superar esses problemas”, finalizou.
 
Pela esquerda - Pato Rodriguez deve substituir Neymar no jogo contra o Corinthians (Foto: Ricardo Saibun)
 
Convocações em pauta
 
O Conselho Deliberativo do Santos vai se reunir em assembleia extraordinária hoje, na Vila Belmiro. Entre os assuntos da pauta, o principal é o pedido encaminhado ao órgão por 52 conselhos para que o Santos se recuse a ceder jogadores à seleção brasileira para amistosos que não sejam em datas Fifa.

Colunas

Contraponto