Para Claudinei, crise do Timão não dá vantagem ao Santos no clássico

“Não creio em facilidades. Clássico é sempre difícil, complicado. O momento não quer dizer nada. Tem que ter entrega total para não perder”, disse o técnico do Peixe

Comentar
Compartilhar
22 OUT 201311h36

Após golear o Náutico, no último sábado, na Arena Pernambuco, o Santos tem o Corinthians pela frente, no próximo domingo, a partir das 16 horas (de Brasília), na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara (SP). Apesar da boa fase do Peixe, que somou sete pontos nas últimas três rodadas (vitórias sobre Ponte Preta e Timbu, além do empate com o Internacional-RS), o técnico Claudinei Oliveira não acredita que o melhor momento da equipe praiana e a instabilidade do Timão possam favorecer os santistas, para o clássico.

“Não creio em facilidades. Clássico é sempre difícil, complicado. O momento não quer dizer nada. Tem que ter entrega total para não perder”, disse Claudinei, que relembrou até o confronto do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, para sustentar a sua tese.

Na ocasião, o Santos vinha de um baque emocional, depois de ser goleado pelo Barcelona (Espanha), por 8 a 0, em amistoso realizado, no dia 2 de agosto, no Camp Nou. Cinco dias depois, o Peixe conseguiu mostrar poder de reação, ao empatar com os corintianos, por 1 a 1, na Vila Belmiro.

“Quando a gente os enfrentou no primeiro turno, foi uma prova de que o momento não tem nada a ver. Vínhamos de um resultado muito negativo, tomamos um gol com três minutos (do zagueiro Paulo André) e depois o time tomou conta do jogo. Empatamos e poderíamos ter saído com a vitória”, concluiu o treinador santista.

O técnico Claudinei Oliveira não acredita que o melhor momento da equipe praiana e a instabilidade do Timão possam favorecer os santistas, para o clássico (Foto: Divulgação)

O Corinthians atravessa uma fase de contestações ao time e o técnico Tite esteve perto de deixar o clube, na semana passada. Porém, a direção alvinegra manteve o comandante no cargo. Na última rodada, o Timão bateu o Criciúma, por 1 a 0, em Itu (SP).