PALMEIRAS

Palmeiras vence o Atlético-MG fora de casa e aumenta diferença na liderança

Com o resultado, aliado aos demais jogos, o time alviverde tem agora nove pontos de vantagem para o segundo colocado

DIEGO IWATA LIMA E VICTOR MARTINS - FOLHAPRESS

Publicado em 28/09/2022 às 23:49

Atualizado em 29/09/2022 às 00:11

Comentar:

Compartilhe:

Murilo marca o gol do Palmeiras / Foto: Tiago Trindade Da Rocha/Folhapress

O Palmeiras mostrou mais uma vez porque é considerado por muitos o time mais bem treinado das Américas. Mesmo com oito desfalques, o líder do Campeonato Brasileiro, que vê a conquista cada vez mais perto, foi muito organizado e venceu o poderoso time do Atlético-MG em pleno Mineirão, por 1 a 0.

Poderia ter sido mais, se a arbitragem tivesse anotado um pênalti em Atuesta e validado um gol normal de Breno Lopes, no qual enxergou uma falta, já aos 43 minutos de segundo tempo, em escorregão de Mariano.

Com o resultado, aliado aos demais jogos, o time alviverde tem agora nove pontos de vantagem para o segundo colocado, que agora é o Fluminense. Amplia assim, em um ponto, a vantagem com que entrou nessa rodada. Já o Atlético-MG, com a derrota, tem agora 40 -20 a menos que o Palmeiras, em sétimo.

Na próxima segunda-feira (3), o Palmeiras visita o Botafogo no Engenhão. O Galo recebe o Fluminense no sábado (1º).

Murilo abriu o placar para o Palmeiras aos cinco minutos do segundo tempo após jogada ensaiada de escanteio: Rocha cruzou para trás, Scarpa errou o chute, e o zagueiro desviou da entrada da pequena área para a rede.

Muito desfalcado, o Palmeiras mostrou organização tática quase perfeita para se manter postado como se o time estivesse completo e não cheio de improvisações e reservas. Depois de abrir o placar, soube controlar o jogo.

Não dá para dizer que o Atlético fez um jogo ruim diante do Palmeiras, especialmente na primeira etapa.

Foram inúmeras chances criadas e desperdiçadas. Bola na trave, para fora e defendida pelo goleiro. Mas o bom primeiro tempo do time mineiro sumiu depois do gol do Palmeiras. O desespero tomou conta da equipe alvinegra, que tentou jogar na base do abafa e esteve mais perto de levar o segundo gol do que do empate.

Após dois jogos ausentes, Hulk retornou bem ao Atlético. Driblou, finalizou e deixou o Keno em boa condição de marcar. No entanto, assim como todo o time, o atacante caiu de produção na etapa final.

PALMEIRAS
Lomba; Marcos Rocha; Kuscevic, Murilo e Piquerez; Luan, Atuesta (Jorge) e Scarpa (Tabata); Mayke (Garcia), Rony (Breno Lopes) e Dudu (Navarro). Técnico: João Martins

ATLÉTICO-MG
Everson, Mariano, Nathan Silva, Jemerson e Dodô (Ademir); Allan (Otávio), Jair (Nacho) e Zaracho; Keno (Pavón), Sasha (Alan Kardec) e Hulk. Técnico: Cuca

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa/GO) e Nailton Junior de Souza Oliveira (CE)
VAR: Diogo Carvalho Silva (RJ)
Cartões Amarelos: Dodô, Jair e Zaracho (ATL); Murilo, Luan e Dudu (PAL)
Gols: Murilo (PAL), aos 5'/2ºT.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Conflito na Europa acabará com parcela da humanidade em 2025, diz Baba Vanga

Vidente, que morreu em 1996, é conhecida por muitas previsões assertivas

Diário Mais

Descubra os nomes inspirados no espaço sideral que são mais escolhidos

A novela 'Família é Tudo', se aproveitou dessa popularidade e nomeou as protagonistas em homenagem ao Sistema Solar

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter