X
Esportes

Palmeiras vai do céu ao inferno em 10 dias, e muro do Allianz Parque é pichado

A paz do início de trabalho de Alberto Valentim se transformou em questionamentos sobre o atual campeão nacional

A queda da última quarta, em Salvador, novamente com falhas defensivas e três gols sofridos em 45min, já despertou questionamentos sobre o trabalho de Alberto Valentim / Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

O discurso de "foco no G-4", ponderado há dez dias, hoje se tornou a realidade do Palmeiras para as últimas cinco rodadas do Campeonato Brasileiro. Sem vencer há três jogos e diante de duas derrotas consecutivas -Corinthians e Vitória-, o time alviverde agora se vê pressionado na briga pela quarta colocação na Série A. A paz do início de trabalho de Alberto Valentim se transformou em questionamentos sobre o atual campeão nacional.

O clima de pressão agora se sobrepõe em comparação com a paz vivida pelo técnico interino. Depois de arrancar com três vitórias em três partidas, o ex-auxiliar de Cuca tropeçou quando mais se aproximava do Corinthians na briga pelo título. O empate por 2 a 2 com o Cruzeiro, em casa, impediu o Palmeiras de chegar a Itaquera a apenas três pontos do até então pressionado arquirrival.

Na Arena Corinthians, ainda sob a esperança de entrar definitivamente na disputa pela taça, Alberto Valentim impôs convicções pessoais como a marcação com a linha defensiva alta e pecou. O líder do campeonato fez três gols no primeiro tempo e praticamente tirou o Palmeiras da briga pela ponta -o clássico terminou 3 a 2 para o clube alvinegro.

A queda da última quarta, em Salvador, novamente com falhas defensivas e três gols sofridos em 45min, já despertou questionamentos sobre o trabalho de Alberto Valentim. De dois gols tomados em três partidas no início de passagem, o time do interino acabou vazado oito vezes nos últimos três compromissos.

O resultado negativo em Salvador (3 a 1) deixou o Palmeiras com 11 pontos de desvantagem em relação ao Corinthians, que venceu o Atlético Paranaense por 1 a 0 também nesta quarta. A "gordura" para o Botafogo, quinto colocado na tabela e dentro da zona de classificação para a pré-Libertadores, caiu para apenas três pontos, sendo que os dois times se enfrentam na penúltima rodada.

A resposta palmeirense também precisa vir contra um rival direto pela quarta colocação. O Flamengo, que quebrou um jejum de três rodadas sem vitórias ao bater o Cruzeiro por 2 a 0, é o próximo adversário neste sábado, no Allianz Parque -agora são apenas quatro pontos de diferença em relação ao clube rubro-negro, sétimo na tabela.

A realidade bate na porta, e o "foco no G-4" é ainda mais necessário. Ainda em Salvador, Alberto Valentim admite que o jejum dos últimos três duelos tirou o Palmeiras da briga pela ponta -são 11 pontos atrás com apenas mais 15 em disputa até o fim da Série A.

"O Palmeiras luta para ir para a Libertadores, temos de ser muito realistas, como fomos sempre. A gente precisa reagir rapidamente. Título não precisamos falar que ficou muito distante. Temos de classificar o melhor possível para a Libertadores", afirmou Alberto Valentim, que comanda treino na manhã desta quinta-feira, em Salvador.

PROTESTO

O Allianz Parque teve seus muros pichados horas depois de o Palmeiras ter sido derrotado pelo Vitória.
As paredes da bilheteria do estádio palmeirense receberam frases já tradicionais em protestos como "vergonha" e "jogadores medíocres" e uma outra pedindo mudança na escalação de Alberto Valentim: "Felipe Melo e mais 10".

Curiosamente, enquanto o Palmeiras jogava em Salvador, o seu estádio recebia um show para mais de 40 mil pessoas da banda britânica Coldplay. Na terça, a arena também tinha recebido a apresentação do grupo.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Itanhaém abre agendamento para todas as crianças de 9 a 11 anos

As imunizações iniciam já neste sábado (22), no Posto Volante de Vacinação (Secretaria de Turismo), na Rua Aécio Menucci, 281, Centro

Polícia

Suspeito de participação no assassinato de policial militar de Praia Grande é preso

Uma equipe de Patrulhamento de Ações Especiais da PM recebeu a informação de que um carro da marca Volvo, flagrado na cena do crime, estava circulando por Santo André com destino a cidade de Ribeirão Pires

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software