Palmeiras iniciou conversa de renovação com Egídio, diz empresário

O Palmeiras se mostra cauteloso quanto às renovações do lateral e do goleiro Fernando Prass

Comentar
Compartilhar
24 OUT 2017Por Folhapress17h30
Egidio iniciou as conversas para renovar seu contratoFoto: Agência Palmeiras

Novamente titular do Palmeiras após um período de crise, Egidio iniciou as conversas para renovar seu contrato, que se encerra no fim de dezembro. Quem confirmou a informação foi o empresário do jogador, Eduardo Uram, em conversa por telefone com a reportagem do UOL Esporte.

"Sempre há conversa com o Palmeiras. Tivemos um início de conversa nas últimas duas ou três semanas. A gente está com a intenção da renovação. o Alexandre gosta muito do Egídio, já tinha trabalhado com ele no Cruzeiro. Temos confiança mútua e isso tira um pouco da ansiedade. Estamos analisando todos os aspectos no tempo oportuno", afirmou o agente do jogador.

O Palmeiras se mostra cauteloso quanto às renovações de Egidio e Fernando Prass, que também possui contrato até o fim do ano. Assim como o lateral, o camisa 1 possui um diálogo aberto para estender o compromisso com o clube alviverde. A ideia da cúpula palmeirense, que ainda sequer definiu quem será o treinador em 2018, é avançar neste sentido somente após o término do Campeonato Brasileiro.

Egídio conviveu com grande rejeição da torcida durante a temporada, especialmente após as eliminações nas Copas do Brasil e Libertadores da América. No torneio nacional, o camisa 6 acabou crucificado por desperdiçar um contra-ataque claro que poderia gerar o segundo gol palmeirense diante do Cruzeiro, no Mineirão. Já no torneio sul-americano, o lateral esquerdo errou o pênalti responsável por decretar a queda palmeirense diante do Barcelona-EQU, em pleno Allianz Parque, ainda na fase oitavas de final.

Especialmente a queda precoce na competição sul-americana, principal objetivo palmeirense no ano, potencializou as críticas ao jogador. Egidio recebeu vaias dos próprios torcedores em partidas na arena, e Cuca, depois de ir a público defender o atleta, optou por preservar o camisa 6 por três partidas a fim de diminuir a pressão.

Fora dos duelos com Vasco, Chapecoense e São Paulo, Egidio retornou diante do Atlético-MG, em 9 de setembro, e desde então embalou sete partidas como titular. Neste período de retomada, o lateral anotou um gol diante do Fluminense no triunfo por 1 a 0 e amenizou o cenário desfavorável que se desenhava desde as quedas nas duas Copas.