Palmeiras fecha por cinco anos com Gustavo Scarpa

O diretor de futebol alviverde, Alexandre Mattos, passou o fim de semana em contato com os empresários do atleta e havia conseguido encaminhar um acordo na noite do último domingo

Comentar
Compartilhar
15 JAN 2018Por Folhapress15h32
Livre do Fluminense na Justiça, Gustavo Scarpa chegará ao clube paulista sem custos de transação, mas com as tradicionais luvas que são pagas a atletas livres no mercadoLivre do Fluminense na Justiça, Gustavo Scarpa chegará ao clube paulista sem custos de transação, mas com as tradicionais luvas que são pagas a atletas livres no mercadoFoto: Nelson Perez/Fluminense FC/Divulgação

Gustavo Scarpa será jogador do Palmeiras. A reportagem apurou que uma reunião na manhã desta segunda-feira (15) entre jogador, empresários, família e diretoria do clube selou um acordo de cinco anos, até 31 de dezembro de 2022. O anúncio oficial será feito assim que a assinatura for feita.

O diretor de futebol alviverde, Alexandre Mattos, passou o fim de semana em contato com os empresários do atleta e havia conseguido encaminhar um acordo na noite do último domingo.

Livre do Fluminense na Justiça, Gustavo Scarpa chegará ao clube paulista sem custos de transação, mas com as tradicionais luvas que são pagas a atletas livres no mercado.

O clube paulista aposta que o atleta não terá problemas nos tribunais porque apresentou uma situação bastante sólida em termos legais. Atraso de salário, imagem e de FGTS dão a segurança necessária para que o jurídico alviverde desse o aval para a contratação. Ainda assim, o tricolor carioca promete recorrer.

O Palmeiras também havia encaminhado um acordo com o Fluminense por uma troca de atletas que envolveria Hyoran e Róger Guedes. O atacante, no entanto, recusou a ida ao Rio de Janeiro e acabou no Atlético-MG.

O principal interessado em Scarpa era o São Paulo, que chegou a negociar também com o Fluminense para um acordo que não dependesse da Justiça. Além do time do Morumbi, o Atlético-MG, o Corinthians e o Benfica também iniciaram conversa pela contratação.

Na Flórida, o tricolor foi totalmente pego de surpresa com a notícia. O imbróglio jurídico com o meia virou prioridade número 1 nas Laranjeiras, já que o Flu teme não embolsar um centavo sequer com um de seus principais ativos do elenco.

O meia se torna o sexto reforço palmeirense. Antes dele, o clube já havia contratado o zagueiro Emerson Santos, do Botafogo, o lateral esquerdo Diogo Barbosa, do Cruzeiro, o lateral direito Marcos Rocha, do Atlético-MG, o meia Lucas Lima, do Santos, e o goleiro Weverton, do Atlético-PR.