Palmeiras adia para quarta-feira a definição da ida de Luan ao Inter

Luan é contestado por torcedores desde 2010, quando chegou ao clube.

Comentar
Compartilhar
29 JAN 201320h43

Luan quer sair do Palmeiras, a diretoria deseja negociá-lo e o Inter está disposto a contratá-lo. Mas a definição ainda não aconteceu. O diretor executivo do Verdão, José Carlos Brunoro, avisou que a conclusão do empréstimo do atacante só deve ocorrer nesta quarta-feira.

“Brunoro avisa que o negócio envolvendo Luan deverá ser finalizado nesta quarta-feira”, publicou o Twitter oficial do Palmeiras, indicando a dificuldade em selar o negócio que era dado inclusive por Brunoro como certo na noite dessa terça-feira. O maior entrave está na definição dos atletas cedidos pelo Colorado.

O Verdão já aceitou ceder Luan por um ano recebendo em troca o volante Josimar, que trabalhou com Gilson Kleina em 2011, mas quer outros nomes. As conversas estão em relação à ida do atacante Rafael Moura ou do meia Dátolo para o Palestra Itália.

Sem uma definição de seu destino, Luan deve treinar normalmente na manhã desta quarta-feira, mas dificilmente será relacionado para enfrentar o São Bernardo na quinta-feira. Brunoro quer resolver o caso o quanto antes para reforçar o elenco e já tinha avisado que a decisão não passaria de quarta-feira.

Verdão tenta trocar o atleta que sua torcida rejeita pelo volante Josimar e o meia Dátolo ou o atacante Rafael Moura (Foto: José Patrício/Agência Estado)

Luan é contestado por torcedores desde 2010, quando chegou ao clube. Mesmo assim, a diretoria comandada por Arnaldo Tirone pagou R$ 7 milhões ao Toulouse, da França, no ano seguinte para tê-lo em definitivo a pedido do então técnico Luiz Felipe Scolari. O jogador, hoje considerado reserva de Maikon Leite por Gilson Kleina, tem contrato até 31 de julho de 2016.

No último dia 20, o atacante foi insultado no 0 a 0 com o Bragantino, no primeiro jogo do time do ano, no Pacaembu, e manifestou sua vontade de sair. Como a política do presidente Paulo Nobre é de não segurar quem está insatisfeito, a tarefa de Brunoro passou a ser valorizar o atleta em negociações também com Atlético-MG e Cruzeiro, outros que se interessaram pelo camisa 11.