SABESP AGOSTO DESK TOPO
SABESP AGOSTO MOB

Oswaldo veta ansiedade por Valdivia e espera renovação do contrato

Nesta sexta-feira, quando o meia trabalhou de forma separada para dar sequência à recuperação, o treinador manifestou a confiança na renovação do contrato do atleta

Comentar
Compartilhar
27 FEV 201519h27

Valdivia ainda não jogou pelo Palmeiras nesta temporada por conta de mais um problema muscular, mas o técnico Oswaldo de Oliveira está satisfeito com o que viu até agora do chileno no dia a dia do clube. Nesta sexta-feira, quando o meia trabalhou de forma separada para dar sequência à recuperação, o treinador manifestou a confiança na renovação do contrato do atleta.

“Conheço muito pouco o Valdivia, porque estamos convivendo há pouco tempo. Mas o que tenho visto dele é um cara que se sente comprometido e com muita vontade de realizar coisas boas aqui no clube, acho que vai permanecer”, declarou.

Valdivia, de 31 anos, tem vínculo até 17 de agosto no Palestra Itália, inclusive já estando livre para assinar pré-contrato com qualquer equipe. Com o acordo perto do fim, o jogador mais caro do elenco segue fazendo tratamento para se recuperar de lesão na coxa esquerda detectada em novembro.

“O Valdivia está trabalhando bastante e muito motivado. Teve uma situação de lesão muito difícil e precisa ter muito cuidado, não estamos trabalhando com ansiedade. Queremos dar qualidade ao trabalho dele”, acrescentou o técnico.

Valdivia, de 31 anos, tem vínculo até 17 de agosto (Foto: Agência Palmeiras)

Neste período de ausência do chileno, Oswaldo de Oliveira vem ajustando a equipe e nem sequer cogita a entrada do jogador contra o Vitória da Conquista, na quarta-feira, pela Copa do Brasil. Alan Patrick já desempenhou a função na armação, mas a responsabilidade neste sábado, contra o Capivariano, ficará com Robinho, que também deve atuar assim na Bahia.

Mesmo com muitas opções, o treinador ainda negou que esteja preocupado em fazer um trabalho para não ter uma dependência do meio-campista. “Nunca tive essa preocupação. Claro que quero contar com ele, mas nós estamos montando o time para jogar com ou sem ele. Temos jogadores à altura para substituí-lo, mas com ele vai ser muito melhor”, concluiu.