Oswaldo diz que precisar vencer o Palmeiras é “obrigação deliciosa"

Por outro lado, uma derrota pode evitar que o Peixe encontre o São Paulo nas quartas de final do Paulista. O técnico, no entanto, diz que o alvinegro não pode escolher adversários

Comentar
Compartilhar
17 MAR 201411h45

O empate contra o Rio Claro, neste domingo, deixou o Santos atrás do Palmeiras na classificação geral do Campeonato Paulista: o Peixe tem 33 pontos, contra 35 do rival. Para terminar a primeira fase com a melhor campanha, o Alvinegro  terá de derrotar o Palmeiras no clássico do próximo domingo, na Vila Belmiro. Essa “obrigação” não preocupa o técnico santista, Oswaldo de Oliveira.

“É uma obrigação deliciosa. Jogar para vencer é algo que eu adoro. Para mim, não tem sobrecarga nenhuma. Vamos jogar da maneira que estamos jogando sempre”, afirmou Oswaldo em entrevista coletiva após a partida contra o Rio Claro, no interior do estado.

Por outro lado, uma derrota no clássico pode evitar que o Santos encontre o São Paulo nas quartas de final do Paulista. Oswaldo, no entanto, diz que o Peixe não pode escolher adversários.

“Temos que escolher jogar bem e vencer a partida (contra o Palmeiras). Não podemos premeditar o que acontecerá, precisamos sempre jogar para vencer”, completou.

Dois pontos atrás do Palmeiras, Santos tem chance de retomar liderança geral na Vila Belmiro (Foto: Divulgação/SFC)

O adversário do Santos nas quartas de final já está definido: será a Ponte Preta, vice-líder do Grupo C - a mesma chave do Peixe. A partida está agendada para o dia 26 (quarta-feira) e, por ter mando do Santos, provavelmente será disputada na Vila Belmiro.