Oswaldo aprova o retorno de Renato ao Santos: "Eu pedi"

O volante tem contrato com o Botafogo até o dia 30 de maio, mas pode sair antes graças a um acordo amigável. O vínculo do jogador com o Peixe seria relacionado a sua produtividade

Comentar
Compartilhar
02 MAI 201415h53

O experiente volante Renato deve acertar seu retorno ao Santos a pedido do técnico Oswaldo de Oliveira. Ídolo da torcida santista, o jogador está na reserva do Botafogo e já teve seu desligamento acertado com o clube carioca.

“Eu pedi o Renato, as cosias estão andando, nós vamos tentar trazê-lo de volta. Quando eu conversei com a diretoria, na primeira vez ainda, no final do campeonato passado, houve essa menção, e eu fiquei muito satisfeito com a possibilidade. Agora tem dois, três lados que precisam se acertar. Fico só na expectativa”, confirmou o técnico do Alvinegro Praiano, que trabalhou com Renato no Rio de Janeiro durante sua passagem de duas temporadas pelo Glorioso.

Renato tem contrato com o Botafogo até o dia 30 de maio, mas pode sair antes graças a um acordo amigável. O vínculo do jogador, que está prestes a completar 35 anos, com o Peixe seria relacionado a sua produtividade.

“Eu não posso negar meu interesse no jogador. Eu conversei com o pessoal lá (do Botafogo), e ele está bem fisicamente. Claro que aos 35 anos ele não vai conseguir jogar quarta e domingo sempre, mas é um jogador para o elenco, quem sabe para ser titular”, disse Oswaldo.

Alguns detalhes estariam impedindo o Santos de anunciar a contratação do volante Renato (Foto: Divulgação)

Além de Renato, o treinador confirmou que tem conversado com a diretoria santista visando mais reforços para a temporada, mas preferiu não citar nomes.

“Está havendo movimentação, estamos conversando, sabemos que contratar hoje é uma tarefa complexa. A ideia de enriquecer o elenco permanece, e estamos jogando com todas as coordenadas para ter esse fortalecimento, uma melhoria no grupo”, contou Oswaldo. “Se eu pudesse, traria quatro, cinco jogadores, mas não devo conseguir tantos assim”.