No Rio, Bolt diz que é 'praticamente imbatível' quando está em forma

O jamaicano reiterou que a Olimpíada do Rio será a sua última, mesmo que 2016 não seja sua última temporada

Comentar
Compartilhar
17 ABR 201516h32

O jamaicano Usain Bolt já escreveu o seu nome na história do esporte, mas ainda tem alguns objetivos para alcançar antes de se aposentar: ele quer quebrar o seu recorde mundial dos 200 metros e fazê-lo correndo abaixo dos 19 segundos. O astro obteve a melhor marca da distância, com o tempo de 19s19, em 2009, ano em que também quebrou o recorde dos 100 metros, com 9s58.

"Este é um dos meu grandes objetivos", disse Bolt, nesta sexta-feira, no Rio, onde vai participar neste fim de semana do Desafio Mano a Mano e que também será o palco da Olimpíada de 2016. "É realmente correr abaixo dos 19 segundos. Acho que esta temporada vai ser difícil de fazer, mas o fundamental é tentar ficar livre de lesões para que eu possa ir para a temporada olímpica na melhor forma em que possa estar".

Sem adotar qualquer falsa modéstia, Bolt se declarou praticamente imbatível ao fazer uma autoavaliação. "Quando estou em grande forma, eu vou dizer a vocês, eu me não preocupo com ninguém, porque sei que quando estou no meu melhor, é definitivamente quase impossível me bater".

Bolt disse que é 'praticamente imbatível' quando está em forma (Foto: Associated Press)

Bolt reiterou que a Olimpíada do Rio será a sua última, mesmo que 2016 não seja sua última temporada. Ele disse que vai se aposentar após o Mundial de Atletismo de 2017 em Londres. "Após a Olimpíada eu vou continuar por mais uma temporada", disse. "Meus patrocinadores me perguntaram se eu poderia continuar. Vou fazer mais uma temporada, e então eu espero me aposentar".

Neste fim de semana, Bolt vai competir pela terceira vez no Rio. Ele acredita que isso lhe dá uma vantagem, pois chegará para a Olimpíada conhecendo a cidade, as pessoas e o que esperar.

"Isso torna mais fácil fazer a transição para os Jogos Olímpicos do próximo ano, o que me deixa realmente empolgado", disse Bolt. "Fico feliz de estar aqui e fazer parte disso tão cedo, então muito mais confortável quando a Olimpíada chegar".