CAMPANHA DE 1 A 11

Neymar volta e marca, mas não evita derrota do PSG na Champions

Os gols do triunfo do Dortmund foram marcados pelo artilheiro norueguês Erling Haaland, 19, que chegou a dez nesta edição da competição

Comentar
Compartilhar
18 FEV 2020Por Folhapress19h40
Neymar marcou o gol do PSG em sua volta aos gramadosFoto: DIVULGAÇÃO/PSG

No retorno de Neymar a um jogo de mata-mata da Champions League, o Paris Saint-Germain (FRA) perdeu para o Borussia Dortmund (ALE) por 2 a 1 nesta terça-feira (18), na Alemanha, no jogo de ida das oitavas de final do torneio.

Os gols do triunfo alemão foram marcados pelo artilheiro norueguês Erling Haaland, 19, que chegou a dez nesta edição da competição -os outros oito foram marcados com a camisa do RB Salzburg, da Áustria, clube que defendia antes de se transferir ao Borussia.

Desde que estreou pelo time alemão, em 18 de janeiro, Haaland já anotou 11 gols em 7 partidas, contando o Campeonato Alemão, a Copa da Alemanha e a Champions.

Ele abriu o placar aos 24 minutos do segundo tempo. O atacante aproveitou chute de Guerreiro, que desviou em seu corpo, para girar e colocar o Borussia em vantagem.

Aos 30 da etapa final, Neymar deixou tudo igual em Dortmund. O camisa 10 recebeu de Mbappé, que fez boa jogada individual pela direita, e só empurrou para o gol. Foi o segundo do atacante na competição. Antes, marcou na partida contra o Galatasaray (TUR), ainda na fase de grupos.

A última partida do atacante brasileiro em um duelo eliminatório na Champions League havia sido em 2018, quando disputou o primeiro jogo das oitavas de final contra o Real Madrid (ESP). No duelo de volta, já sem o atacante, o PSG foi derrotado em Paris e caiu no torneio.

Neymar também não entrava em campo desde o dia 1º de fevereiro, em razão de dores nas costelas após a goleada de 5 a 0 sobre o Montpellier (FRA), pelo Campeonato Francês.

Dois minutos após o camisa 10 brasileiro marcar, Haaland apareceu de novo e, com um chute forte de fora da área, anotou seu segundo gol, o da vitória aos alemães por 2 a 1.

O PSG tenta evitar sua terceira eliminação consecutiva nas oitavas de final da Champions.

Depois de cair para o Real Madrid na edição 2017/2018 da competição, o clube francês voltou a se despedir do torneio europeu nesse mesmo estágio na temporada 2018/2019. Na ocasião, chegou a vencer o Manchester United (ING) por 2 a 0 no confronto de ida, mas a derrota por 3 a 1 em Paris derrubou a equipe da competição.

Nos duelos diante do United, o PSG não pôde contar com Neymar que, na época lesionado, assistiu à eliminação da arquibancada do Parque dos Príncipes. Revoltado com a arbitragem, o brasileiro reclamou nas redes sociais e foi punido pela Uefa em dois jogos, cumpridos na fase de grupos da edição vigente.

No outro jogo desta terça, o atual campeão Liverpool (ING) foi derrotado pelo Atlético de Madrid (ESP), na Espanha, por 1 a 0. O gol espanhol foi marcado por Saúl Ñíguez, aos 4 minutos de jogo.

O time comandado pelo argentino Diego Simeone conseguiu um feito raro: vencer este Liverpool. A última vez que o clube inglês havia perdido uma partida foi em dezembro do ano passado, quando foi goleado por 5 a 0 pelo Aston Villa, pela Copa da Liga Inglesa, com uma equipe repleta de juvenis pelo fato de que o elenco principal estava no Qatar, para a disputa do Mundial de Clubes.

A goleada sofrida na Copa da Liga havia sido também a última vez que o Liverpool ficou sem marcar um gol sequer.
O Atlético também evitou que o Liverpool conseguisse acertar o gol de Oblak. Desde que Jürgen Klopp assumiu o comando do clube, em 2015, só o Napoli (ITA) foi capaz de não permitir que o time inglês acertasse seu gol -estatística que leva em conta todas as competições disputadas pelo Liverpool desde então.