Neymar supera feito do Rei, mas Ronaldinho leva Bola de Ouro em 2012

O santista de 20 anos recebeu a Bola de Prata Hors Concours, uma premiação que havia sido distribuída apenas ao Rei Pelé, em 1971.

Comentar
Compartilhar
03 DEZ 201217h45

 

Um ano após conquistar a Bola de Ouro oferecida pela revista Placar e pelos canais ESPN  ao melhor jogador do Campeonato Brasileiro, Neymar não pôde repetir o feito, como já fizeram Paulo Roberto Falcão e Roberto Costa. 
 
Na tarde desta segunda-feira (03), na sede da emissora paulistana, o santista de 20 anos recebeu a Bola de Prata Hors Concours, uma premiação que havia sido distribuída apenas ao Rei Pelé, em 1971.
 
Quando a premiação foi instituída, no ano de disputa da primeira edição do Brasileirão, Pelé já havia sido tricampeão mundial pela Seleção Brasileira e recebeu o tributo de jogador unânime, que não precisaria receber outras Bolas de Prata em função de sua condição de ídolo nacional. 
 
Com apenas 20 anos de idade, o ‘terceiro raio’ da Vila Belmiro igualou o feito do Rei com apenas 16 partidas disputadas no Brasileirão. A Bola de Ouro de 2012, no entanto, ficou com Ronaldinho Gaúcho, vice-campeão brasileiro pelo Atlético-MG.
 
Além da Bola Hors Concours, Neymar recebeu a chuteira de ouro por ter sido o maior goleador da temporada pelo Santos e pela Seleção Brasileira. 
 
O meio-campista Bernard foi a revelação de uma seleção que teve premiados os seguintes jogadores: Diego Cavalieri, goleiro campeão pelo Fluminense, Marcos Rocha, Réver e Leonardo Silva, do Atlético-MG, acompanhados pelo lateral esquerdo Carlinhos, do Fluminense.
 
No meio-campo da seleção Bola de Prata, a dupla Ralf e Paulinho, do Corinthians, além do gremista Zé Roberto e do atleticano Ronaldinho Gaúcho. 
 
Os atacantes foram Lucas, do São Paulo, e Fred, artilheiro do Brasileirão, do Fluminense. 
 
Os responsáveis pela entrega dos prêmios foram ídolos nacionais como Pepe, Rivelino, Serginho Chulapa, Washington e Daryo Pereira.
 
Como a dupla de volantes do Corinthians viaja na noite desta segunda para o Japão, onde a equipe disputará o Mundial de Clubes da Fifa, não deverá comparecer a outras premiações, como o Prêmio Craque do Brasileirão e o Troféu Mesa Redonda.

Neymar conquistou a Bola de Ouro no ano passado (Foto: Ivan Sorti)