X

Esportes

Neymar é injustamente criticado e precisa de auxílio, afirma Guga

Para o ex-tenista, a repercussão das atitudes de Neymar em campo é desproporcionalmente negativa

Folhapress

Publicado em 20/07/2018 às 21:18

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Guga comentou as críticas que Neymar vem recebendo desde a Copa do Mundo da Rússia / Reprodução/Facebook

No encontro nacional das 42 escolas de tênis que gerencia, nesta sexta-feira (20) em São Paulo, o ex-número 1 do mundo e tricampeão de Roland Garros Gustavo Kuerten, o Guga, comentou as críticas que Neymar vem recebendo desde a Copa do Mundo da Rússia.

Para o ex-tenista, a repercussão das atitudes de Neymar em campo é desproporcionalmente negativa. "Ele é um jovem. Eu que vou fazer 42 anos em setembro ainda vou aprender cada vez mais, e enxergo da mesma forma para ele", afirmou. "O Neymar para mim vai ser melhor do mundo com certeza. E que bom que ele é brasileiro. Então vamos tentar auxiliar, vamos tentar extrair desse valor o melhor possível", acrescentou.

O ex-líder do ranking mundial indicou que há espaço para amadurecimento de atletas brasileiros que estão constantemente nos holofotes, mas seria injusto cobrá-los por isso sem um trabalho adequado na base. "Temos que pensar no que fazer para preparar esses caras, porque depois só exigir isso, não vai acontecer."

Guga avalia a seleção de Tite como um time que fez o brasileiro "olhar o futebol com vontade de novo" e vê as críticas após a eliminação para a Bélgica nas quartas como fruto de uma cultura imediatista no esporte brasileiro. "(O futebol) Serve como desafogo e, quando não funciona e o resultado é ruim, não serve, é jogado de lado e buscam uma maneira de desvalorizar. É um pouco brutal."

Má fase do tênis brasileiro

Guga também opinou sobre o momento do tênis brasileiro, atualmente com apenas três jogadores no top 200 do ranking masculino: Rogério Dutra Silva (138º), Thiago Monteiro (145º) e Guilherme Clezar (192º). No feminino, Beatriz Haddad Maia é a 119ª.

"O tênis brasileiro ainda não existe, existem os tenistas brasileiros. A Bia está lesionada, a Teliana (Pereira) está tentando voltar. Ainda não temos um cenário de tênis brasileiro. A gente fala de personagens. Os duplistas (Marcelo Melo e Bruno Soares) nos carregam, os outros se viram nos 30, mas o tênis brasileiro não pode ser só isso. Tem que ter 10 Thomaz (Bellucci) e 10 Thiagos", afirmou.

À reportagem, Guga também falou sobre a morte da campeã de 19 Grand Slams Maria Esther Bueno, em junho. "Eu a conheci pouco, e pela primeira vez só quando fui pela primeira vez para Wimbledon, quando ela estava sendo homenageada, e eu nunca tinha ouvido falar dela. A gente tem essa dificuldade de lembrar a nossa história, infelizmente. Mas todas as vezes que a encontrei foram muito inspiradoras. É um exemplo para todos nós e ainda bem que ela voltou a aparecer mais depois que eu ganhei Roland Garros em 1997, porque a história dela precisa ser contada todos os dias."

Ainda sem poder jogar tênis após a última cirurgia que realizou no quadril, em 2014, Guga tem praticado o surfe e batido bola com as crianças de suas escolas de tênis esporadicamente sem muita movimentação. "O que me conforta é que nesse projeto minha parte física é suficiente para me dedicar a essa iniciativa. Não tenho a falta de estar em quadra. Talvez só para os meus filhos, se eles me vissem jogando eles teriam mais vontade de jogar também", contou o vencedor de três Grand Slams.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Operação Verão chega a 32ª morte após troca de tiros com a PM em São Vicente

O caso aconteceu no bairro Jardim Rio Negro, na área continental do munícipio

Mundo

Argentina barra acesso de brasileiros alegando 'falso turismo'

Nos últimos dois meses, diversas universitárias relataram terem sido barradas no aeroporto por autoridades argentinas

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter