Neymar dá show, marca três e Santos goleia Cruzeiro no Independência

Com grande atuação do atacante, o Peixa volta a vencer no Campeonato Brasileiro.

Comentar
Compartilhar
04 NOV 201214h11

Com grande atuação individual de Neymar, o Santos quebrou a sequência de três jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro, ao derrotar o Cruzeiro, por 4 a 0, na noite deste sábado (03) , no Estádio Independência.

A Joia marcou três vezes para os paulistas e, de quebra, ainda fez a assistência para o gol de Felipe Anderson, sendo decisivo no triunfo do Peixe em Belo Horizonte.

O resultado positivo alcançado sobre os mineiros levou os santistas para a nona colocação, com 46 pontos.

A Raposa, por sua vez, foi ultrapassada pelo time da Vila Belmiro e tem o mesmo número de pontos da Ponte Preta, que está na 11° posição, com 43 pontos ganhos.
 
O Alvinegro Praiano volta a campo diante do Atlético-GO, no próximo sábado, no Bezerrão, em Gama (DF). Já os cruzeirenses recebem o Bahia, no dia 11, no 
Independência.
 
Neymar foi aplaudido pela torcida cruzeirense durante e após o final do jogo (Foto: Paulo Fonseca)

Recurso de Neymar será julgado na quinta
 
Suspenso por dois jogos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no último dia 17, o atacante Neymar atuou pelo Santos, na derrota para a Ponte Preta e no empate com o Náutico, graças à concessão de um pedido de efeito suspensivo conseguido pelo clube, dois dias após o julgamento. Mas o recurso apresentado pelo Peixe será avaliado pelo Pleno do STJD, em sessão marcada para a próxima quinta-feira, a partir das 11 horas (de Brasília).
 
O departamento jurídico santista tentará a absolvição da Joia. Caso não obtenha sucesso, o jurídico alvinegro deverá sugerir que haja uma transação disciplinar, onde Neymar teria sua pena reduzida para um jogo e faria uma doação, além de uma visita a uma instituição de caridade.
 
O camisa 11 do Santos foi expulso no empate com o Grêmio, no dia 30 de setembro, em duelo disputado no Estádio Olímpico.
 
Muricy Ramalho critica intimidação de árbitro
 
A revelação feita pelo atacante Neymar, de que havia sido intimidado a não simular faltas por um árbitro durante um jogo do Santos no atual Campeonato Brasileiro, repercutiu durante a entrevista coletiva do técnico Muricy Ramalho. O treinador tentou se esquivar sobre o assunto, alegando que era uma questão pessoal da Joia com o juiz – que não foi revelado pelo camisa 11 do Peixe –, mas não deixou de criticar a arbitragem nessa situação.
 
“É algo pessoal do Neymar com a arbitragem, mas, com certeza, não deve ter esse tipo de diálogo. O árbitro não está em campo para ter diálogo com jogador. Ele está lá para apitar e pronto”, opinou Muricy.

Colunas

Contraponto