SEDUC

Neymar admite torcida por retorno de Robinho ao Santos

'Robinho não é somente meu ídolo, mas da nação santista também' , declarou o jogador

Comentar
Compartilhar
02 DEZ 201219h30

Depois da despedida do Brasileirão na vitória sobre o Palmeiras, no sábado (1º), Neymar já começou a pensar na temporada 2013. E admitiu a torcida pela retomada de sua parceria com Robinho no Santos. O atacante do Milan é um dos cotados para reforçar o Santos no próximo ano.

"Sou suspeito para falar. Robinho é meu ídolo. Ídolo não só meu, mas da nação santista também. Estou pedindo também. Será muito bem-vindo, até demais", comentou Neymar, principal artilheiro do time no campeonato, com 14 gols em 17 jogos.

Ao terminar uma grande temporada, com 56 gols em 66 jogos, incluindo amistosos, e três títulos (Campeonato Paulista, Recopa Sul-Americana e Superclássico das Américas), Neymar garantiu estar motivado para repetir a dose em 2013. "Estou sempre motivado. Tenho amigos aqui e jogadores de qualidade. O time é bom, acabou não encaixando em 2012. A gente está fazendo o que gosta, que é jogar futebol. Não tem essa de não ter motivação. Ela sempre tem que existir".

O atacante também se mostrou satisfeito com o interesse do Santos em contratar Montillo, atualmente no Cruzeiro. (Foto: Divulgação)

Na próxima temporada, o maior objetivo do atacante no Santos será brigar pelo troféu do Brasileirão, que ainda não tem em sua coleção. "Todos os campeonatos são importantes. A começar pelo Paulista. Eu sou meio fominha. Quero vencer todos. Todos têm sua importância. O que disputo, quero vencer. Vamos descansar, vencer o Paulista, a Copa do Brasil e depois sim, pensar no Brasileiro".

Neymar também não escondeu que outro objetivo para 2013 será brilhar na seleção brasileira, que disputará a Copa das Confederações. “É uma chave muito forte. É bom para a gente crescer. Gosto de enfrentar grandes seleções e grandes equipes. Agora tem três amistosos antes da Copa e lá a gente vê o que dá", disse se referindo aos futuros confrontos com Itália, México e Japão.

Para tanto, o atacante já se colocou à disposição de Luiz Felipe Scolari. "Com o Mano, tive um ótimo trabalho e uma evolução. Aprendi muitas coisas com ele. Foi um ótimo técnico. Agora é o Felipão. É uma coisa nova, um novo esquema de jogo. Se ele quiser convocar, estou aí", afirmou. 

André, Robinho e Neymar em uma das muitas criativas comemorações em sua passagem pelo Santos (Foto: Divulgação)