Natação na escola municipal Napoleão Laureano gera disciplina e proporciona novos horizontes

Projeto desenvolvido pela Prefeitura na piscina da Escola Napoleão Laureano estimula crianças e adolescentes a se dedicar ao esporte e aos estudos

Comentar
Compartilhar
09 MAR 201518h12

Atuando no incentivo ao esporte, a Prefeitura de Guarujá desenvolve um projeto social com crianças e adolescentes, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, fornecendo aulas gratuitas de natação, na Piscina Roberto Silva, do colégio Napoleão Rodrigues Laureano (Avenida Oswaldo Aranha, 365 – Jardim Maravilha).

Fruto do projeto, a nadadora Luísa Ribeiro Cardozo dos Santos, passou de aluna dedicada para empenhada atleta profissional da equipe Pró-Talentos de Guarujá, sob o comando do técnico Roberto Malheiros.

Hoje, aos 18 anos de idade, Luísa é campeã paulista de triathlon e está selecionada para a etapa do mundial, de categoria por idade. Foi através das aulas de natação gratuitas, na piscina Roberto Silva, do Colégio Napoleão, que Luísa teve o privilégio de viver o começo de sua infância e parte de sua adolescência, em meio a pessoas de várias idades, com dificuldades particulares e superações singulares.

“Além de aprender a nadar, eu aprendi a lidar mais com a diversidade humana. Fiz de espelho o esforço dos outros que nadavam comigo e percebi que nada na vida é fácil. Os professores também são pessoas maravilhosas que querem o bem de todos, por isso, aprendi a ser uma pessoa melhor e fazer o bem”, explicou Luísa.

Projeto desenvolvido pela Prefeitura na piscina da Escola Napoleão Laureano estimula crianças e adolescentes a se dedicar ao esporte e aos estudos (Foto Divulgação)

Mesmo tendo uma vida agitada, a atleta trabalha, treina para as competições de triathlon e cursa o segundo ano de Fisioterapia, mas, ainda visita o Napoleão. “Sempre que dá, eu vou até a piscina para dar uma nadada”, diz Luísa, ressaltando: “A natação, como qualquer outro esporte, incentiva coisas boas, tira as crianças do hábito de frequentar as ruas e a ficar longe das drogas”.

O professor de natação Paulino Neto, que ensinou Luísa a nadar e a acompanhou até os 16 anos, mostrando também a ela o valor dos estudos. Neto continua a dar aula de natação no Napoleão e conhece a futura fisioterapeuta desde pequenina: “Ela começou a ter aula com a nossa equipe do Napoleão aos 6 anos de idade. Dedicada, estudiosa, que é a nossa prioridade, ela sempre teve notas boas na escola e sua mãe também esteve muito presente, acompanhando seu desempenho”, contou.

O atual técnico de Luísa descreve a atleta como uma pessoa movida pelo espírito de determinação e força de vontade. Assim como Paulino, Malheiros é um treinador que “quer ver os atletas evoluírem não só na vida esportiva, mas na pessoal, fazendo uma faculdade, sendo alguém na vida”.

Tendo como exemplo atletas de origem humilde, que alcançaram o sucesso graças à dedicação ao esporte, como o ex-boxeador Muhammad Ali e a ex-jogadora de basquete Hortência Marcari, o projeto de natação busca inserir a população no contexto de disciplina e incentivo a um futuro melhor.