Nadal mostra recuperação, bate Nalbandian e é bicampeão do Brasil Open

Espanhol vira set em que tinha duas quebras de desvantagem e volta a levantar um troféu após oito meses

Comentar
Compartilhar
17 FEV 201316h35

O espanhol Rafael Nadal voltou a levantar um troféu após oito meses e continua invicto no Brasil Open. Campeão em 2005, quando levantou o segundo troféu da carreira, o ex-número 1 do mundo contou com grande apoio da torcida neste domingo para bater o argentino David Nalbandian, por 6/2 6/3.
"Obrigado por todo o apoio que recebi nessa semana", disse Nadal após a conquista.

Nadal faturou o 51º título da carreira e o 37º no saibro, piso em que é o tenista com melhor aproveitamento da Era Aberta, com 92,8% de vitórias. Este também foi o primeiro título do espanhol em um torneio de saibro disputado em quadra coberta.

"Todos os títulos são importantes. Esse foi mais um, mas em um momento de recuperação. Agora é continuar pensando jogo a jogo, semana a semana, nos próximos torneios", afirmou o espanhol.

O resultado mantém o domínio espanhol no Brasil Open, onde as últimas nove decisões tiveram ao menos um tenista do país e os últimos seis campeões foram espanhóis.

Nadal ergue o troféu e comemora o título de número 51 da carreira (Foto: Divulgação)

A torcida lotou o Ginásio do Ibirapuera e esteve ao lado de Nadal durante todo o jogo. Em partida com muitos erros, a primeira quebra veio no sexto game, quando Nalbandian errou um voleio na rede. Em seguida, o espanhol sofreu com as devoluções do argentino e precisou salvar o primeiro break point que enfrentou.
Nalbandian, então, sacou para se manter no jogo e chegou a abrir 40/0 antes de perder cinco pontos seguidos e sofrer 6/2.

O argentino manteve as devoluções em alto nível e contou com muitos erros de Nadal para conseguir duas quebras no segundo set. Quando a torcida para o ex-número 1 já parecia se conformar com um terceiro set, Nadal passou a jogar com mais agressividade e forçou erros de Nalbandian. Com seis games seguidos, o espanhol virou a parcial para 6/3 e levantou a torcida após 1h18 de jogo.