Na estreia de Carille, Santos fica apenas no empate sem gols com o Bahia

O Santos até tentava chegar ao ataque, mas quase não conseguia criar as jogadas

Comentar
Compartilhar
11 SET 2021Por Estadão Conteúdo23h06
Pirani sendo marcado por defensor do Bahia.Pirani sendo marcado por defensor do Bahia.Foto: Facebook/Santos F.C.

O técnico Fábio Carille percebeu logo em sua estreia que terá trabalho para melhorar o Santos para a sequência do Campeonato Brasileiro. Mesmo jogando em casa, o time ficou apenas no empate por 0 a 0 com o Bahia e chegou aos 23 pontos no torneio, um a mais que seu adversário. Ambos estão fora da zona de rebaixamento, mas perto do América-MG, 17º colocado.

Logo de cara o Bahia já começou a dar trabalho e, se não fosse o goleiro João Paulo, teria aberto o placar em um chute de Lucas Mugni. Depois, teve uma outra oportunidade com Isnaldo, que junto com Rodallega incomodou bastante a zaga santista com sua movimentação ofensiva.

O Santos até tentava chegar ao ataque, mas quase não conseguia criar as jogadas. Marcos Guilherme, Lucas Braga e Pirani eram bem marcados e até por isso o centroavante Léo Baptistão recuava um pouco para tentar ajudar a iniciar as jogadas. As melhores chances ocorriam nas jogadas de bola parada de Carlos Sánchez.

O Bahia era perigoso nos contra-ataques e ainda contava com a falta de iniciativa do Santos, que até tinha mais posse de bola, mas não sabia o que fazer com ela. Inclusive os números do primeiro tempo reforçaram essa situação, com sete chutes a gol para o Bahia e nenhuma finalização para o Santos.

Depois de uma etapa ruim, o time da casa melhorou e passou a buscar o gol da vitória. Teve uma boa chance no início do segundo tempo com Carlos Sánchez e depois outra ótima com Marcos Guilherme, que de dentro da área mandou para fora. Vendo o time melhorar, Carille optou por colocar Marinho, que não tinha condições de atuar os 90 minutos e por isso começou no banco.

Com o Santos mais incisivo, o Bahia recuou e tratou de se proteger na defesa para evitar a derrota. Abriu mão do ataque, mesmo com algumas alterações, e passou a ver o empate como um bom negócio. O time da casa insistiu, mas não conseguiu superar a defesa adversária e o jogo terminou sem gol.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 0 x 0 BAHIA

SANTOS - João Paulo; Pará, Robson (Danilo Boza), Wagner Leonardo e Felipe Jonatan; Camacho, Gabriel Pirani (Jean Mota) e Carlos Sánchez; Marcos Guilherme (Marinho), Léo Baptistão (Raniel) e Lucas Braga. Técnico: Fábio Carille.

BAHIA - Mateus Claus; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Juninho Capixaba; Lucas Araújo (Patrick de Lucca), Lucas Mugni (Matheus Bahia) e Óscar Ruíz (Luizão); Isnaldo (Raniele), Gilberto (Rodriguinho) e Rodallega. Técnico: Diego Dabove.

CARTÕES AMARELOS - Lucas Braga (3º), Isnaldo, Nino Paraíba, Conti e Raniele.

ÁRBITRO - Paulo Cesar Zanovelli da Silva (MG).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos (SP).