Governo do SP educacao
Governo do SP educacao mob

Muricy faz mistério para estreia na “Libertadores mais difícil da história”

"É importante (a partida) não só para esta competição, mas sim para o ano todo. É a libertadores mais difícil de todos os tempos, principalmente no nosso grupo”, comentou

Comentar
Compartilhar
16 FEV 201515h29

O técnico Muricy Ramalho imagina que a Copa Libertadores da América de 2015 será a mais difícil da história. Por isso, o treinador do São Paulo não quer dar pistas da formação que utilizará na partida contra o Corinthians, na quarta-feira, pela primeira rodada do grupo 2 do torneio.

“Vai ser um jogo muito igual. A diferença é que estarão no estádio deles, mas também estão com a base mantida. Eles têm um técnico da casa (Tite), que saiu um pouquinho para descansar. Do nosso lado, trouxemos alguns jogadores, não muitos, e saíram alguns. Fizemos contratações pontuais. É importante (a partida) não só para esta competição, mas sim para o ano todo. É a libertadores mais difícil de todos os tempos, principalmente no nosso grupo”, comentou.

O Corinthians se classificou para o grupo 2 ao eliminar o Once Caldas na fase preliminar. Já o São Paulo faz sua estreia nesta quarta, em Itaquera. A chave dos dois rivais paulistas também conta com o atual campeão San Lorenzo e o Danubio.

O São Paulo terá pelo menos dois desfalques para o clássico, já que o atacante Alexandre Pato é impedido de jogar por questões contratuais, por estar ligado ainda ao Alvinegro, e o meia-atacante Centurión cumprirá suspensão por infração de quando ainda defendia o Racing.

Muricy Ramalho ainda não confirmou qual será a escalação do São Paulo para o jogo em Itaquera (Foto: Divulgação)

Desta forma, Alan Kardec é o mais cotado para formar a linha de frente com Luis Fabiano, mas o técnico ainda não confirma. No sábado, depois da vitória sobre o Bragantino, o treinador não deu qualquer pista da equipe.

Há também uma dúvida no meio-campo. Apesar de ser criticado pela torcida, Maicon tem prestígio com o técnico, mas a dupla de volantes titular, Denilson e Souza, está pronta para o jogo.

“O Maicon é sempre quem mais participa dos jogos e quem mais percorre quilômetros. Tem uma qualidade incrível, porque passa e se mexe. O futebol atual é assim. Hoje, não dá para jogador viver só de um lance. O Maicon não é surpresa, é um dos melhores do time. Temos várias opções e vamos escolher a melhor. Já temos uma base mais ou menos definida e não vamos ficar mexendo muito”, despistou.

O treinador também faz mistério na defesa, pois Dória mostrou que está à disposição, depois de ter estreado contra o Bragantino. O reforço pode desbancar Lucão, que vinha sendo titular.