Muricy acena com possibilidade de adiar retorno de Léo ao time

O lateral tinha a expectativa de retornar aos campos diante do Paulista, em jogo marcado para o próximo domingo, às 17 horas.

Comentar
Compartilhar
08 FEV 201301h03

Na fase final de recuperação de uma artroscopia no joelho direito, o lateral-esquerdo Léo tinha a expectativa de retornar aos campos diante do Paulista, em jogo marcado para o próximo domingo, às 17 horas (horário de Brasília), no Pacaembu. No entanto, o técnico da equipe, Muricy Ramalho, acenou com a possibilidade de adiar a volta do experiente ala ao Peixe.

De acordo com o treinador, Léo ainda sente dificuldades na parte física, fato que pode impedir a sua estreia na temporada 2013. “A gente está um pouco em dúvida com relação ao Léo. Ele teve uma contusão séria e não suportou o ritmo até o final no primeiro coletivo que participou. Ele sentiu um pouco o cansaço e vimos que ainda falta um pouco mais de condicionamento físico”, disse Muricy, referindo-se ao desempenho do lateral no jogo-treino contra o Audax-SP, na última segunda-feira, no CT Rei Pelé.

O comandante alvinegro deve ter uma conversa com Léo sobre o assunto. O próprio atleta deve pensar em adiar o seu retorno, para atuar somente quando estiver em suas melhores condições.

“Como ele sentiu bastante, isso nos deixou um pouco desanimados. Mas não queremos apressar nada. Vamos conversar com o Léo para ver como ele está”, apontou.

Léo ainda não jogou pelo Santos em 2013 (Foto: Divulgação/Santos FC)

Se por um lado Léo pode ficar de fora da partida contra o Galo do Japi, o zagueiro Edu Dracena e o volante Marcos Assunção devem jogar no domingo. O primeiro está recuperado de uma lesão ligamentar no joelho esquerdo, sofrida em julho do ano passado. Assunção, por sua vez, chegou à Vila Belmiro com uma contusão no joelho, que lhe acompanhava nos últimos meses de Palmeiras, mas está liberado pelos médicos do clube e apto para jogar.

“O Assunção não sentiu nada, está preparado e vai jogar. O Dracena também não teve nenhum problema e vai voltar, pois já está na hora. Fomos muito cuidadosos com eles, porque o jogador que fica tanto tempo fora não pode ir para o campo e voltar (para o departamento médico). Ele tem que ficar lá no campo. Estávamos procurando um jogo bom e importante, em casa, para que eles retornassem”, comentou.

Além de Edu Dracena e Marcos Assunção, o atacante Neymar e o volante Arouca, que estiveram presentes na derrota da Seleção Brasileira para a Inglaterra, em amistoso realizado na última quarta-feira, em Londres, deverão voltar à formação titular. O meia Montillo, que serviu a Argentina na vitória sobre a Suécia, no mesmo dia, em Estocolmo, também deve ser escalado contra o Paulista.