Ministério Público Federal em Santos abre investigação sobre 'caso Neymar'

O MPF também estuda requisitar informações ao Ministério Público Espanhol, que, segundo informações, já estaria investigando o caso após a denúncia de um dos sócios do Barcelona

Comentar
Compartilhar
29 JAN 201417h01

A Procuradoria da República, em Santos, instaurou uma investigação para apurar eventual crime contra ordem tributária por parte de Neymar da Silva Santos, pai do atacante do Barcelona, Neymar Jr., e responsável pela empresa N & N Consultoria Esportiva e Empresarial Ltda, após uma série de informações divergentes sobre a venda do jogador ao clube catalão.

Com as novas informações divulgadas pela imprensa, de que o clube espanhol teria pago o montante de R$ 130 milhões à N & N, o MPF em Santos enviou um ofício ao Delegado da Receita Federal da Cidade requisitando uma série de informações, inclusive sobre a situação da empresa perante o fisco. 

Durante investigação instaurada pelo MPF, não teria sido possível esclarecer por completo a questão fiscal da N & N, que, de acordo com informações da Fazenda Nacional, indicariam a existência de alguns débitos tributários.

A Procuradoria da República em Santos instaurou uma investigação para apurar eventual crime contra ordem tributária por parte de Neymar da Silva Santos, pai de Neymar (Foto: Divulgação)

Barcelona

O MPF também estuda requisitar informações ao Ministério Público Espanhol, que, segundo informações da imprensa espanhola, já estaria investigando o caso após a denúncia de um dos sócios do clube catalão de não ter conseguido informações sobre o contrato do atacante e do suposto pagamento adicional à empresa do pai do jogador.