Milton não dá pistas quanto ao time, mas mudanças devem ocorrer

Se o treinador tricolor manter a base do time que atuou no Mineirão, na última quarta, é provável que os sete jogadores atuem entre os titulares

Comentar
Compartilhar
15 MAI 201515h45

O primeiro treino após a eliminação do São Paulo da Copa Libertadores, nesta sexta, foi dividido em duas partes. Após um trabalho técnico de toque de bola, parte do grupo realizou exercícios físicos enquanto os demais atletas fizeram uma atividade tática em campo reduzido. Milton Cruz não deu pistas sobre o time que enfrentará a Ponte Preta, mas a tendência é que o técnico conserve a base que enfrentou o Cruzeiro.

Passada a primeira parte do treinamento, quando o plantel foi dividido em quatro grupos para exercitar o raciocínio rápido no toque de bola e a marcação sob pressão, alguns atletas nem participaram da movimentação tática, ficando recolhidos em uma parte do campo para cumprir uma série de exercícios aeróbicos.

O zagueiro Rafael Tolói, os volantes Wesley e Denílson, os laterais Bruno e Reinaldo, o meia Ganso e o atacante Alexandre Pato deixaram o campo assim que terminaram os exercícios e se encaminharam para os vestiários do centro de treinamento. Se o treinador tricolor manter a base do time que atuou no Mineirão, na última quarta, é provável que os sete jogadores atuem entre os titulares.

Destacaram-se, nesta segunda etapa do treino, a dupla de ataque reserva formada por Ewandro e Luis Fabiano (Foto:Divulgação/SPFC)

Utilizando metade do campo, Milton Cruz separou os demais atletas em dois times para fazer um trabalho técnico-tático. Formaram o time sem colete o goleiro Renan Ribeiro, Thiago Mendes, Breno, Dória, Hudson, Ewandro e Luis Fabiano. Do outro lado estavam Rogério Ceni, Edson Silva, Paulo Miranda, Jonathan Cafu, Centurión, Auro e Rodrigo Caio.

Destacaram-se, nesta segunda etapa do treino, a dupla de ataque reserva formada por Ewandro e Luis Fabiano, que protagonizou dois gols, e o argentino Centurión, que deixou sua marca na atividade após ser o único – ao lado de Ceni – a converter uma penalidade na disputa contra o Cruzeiro.

Apesar de não dar indícios quanto aos onze que começarão a partida, uma ausência é certa. Servindo à Seleção Brasileira sub-20, que disputará o Mundial da categoria a partir do final de maio, o zagueiro Lucão deve ceder sua vaga a Dória, que formará a defesa titular ao lado de Rafael Tolói. O meia Boschilia, também selecionado para o Mundial sub-20, é outro que ficará fora dos planos até meados de junho.

Sem sequer terem subido a campo nesta sexta, optando por ficarem na academia, Michel Bastos e Souza não preocupam para ir a Campinas. O primeiro fez um fortalecimento muscular, enquanto o segundo, com dores na coxa, preferiu se preservar para ter condições de jogo.

Se mantida a base que atuou em Minas, o São Paulo deve encarar a Ponte Preta com Rogério Ceni; Bruno, Rafael Tolói, Dória e Reinaldo; Denílson, Souza (Wesley), Paulo Henrique Ganso e Michel Bastos; Alexandre Pato e Centurión.