Milan respira aliviado após vencer clássico

O gol da vitória foi marcado por Robinho, em cobrança de um pênalti duvidoso

Comentar
Compartilhar
26 NOV 201213h31

Ainda sem engrenar na temporada, o Milan venceu a Juventus, líder do Campeonato Italiano e passou a respirar aliviado, após um início ruim. Ainda distante das primeiras colocações, o time rossonero encerrou um jejum de duas partidas sem vitórias na competição, com gol do brasileiro Robinho, em cobrança de um pênalti duvidoso.

“Foi uma noite importante tanto para mim, quanto para os jogadores. No jogo, a Juventus quase não criou chances, enquanto nos levamos algum perigo. Todos desempenharam  suas funções, defenderam de forma organizada, então merecem crédito por terem atuado como um grupo”, vibrou o técnico Massimo Allegri, que convive com a insegurança em seu cargo.
 
O ex-santista, o qual não vivia bom momento e teve dificuldades nesta temporada, foi outro elogiado pelo aliviado comandante. “Ele foi extraordinário e constantemente joga bem. Estou satisfeito pelos jogadores e esta foi uma semana importante para nosso time”, celebrou o comandante do décimo colocado no Calcio, a 14 pontos da líder Juve.
 
Representando o outro lado do clássico, o experiente goleiro Buffon admitiu que o pênalti da vitória rival não existiu, mas evitou dar desculpas: “esta não foi a razão de nossa derrota”. “Tivemos uma hora para nos recuperar e não tivemos capacidade para isso. Acontecerão vários incidentes na temporada como este”, decretou o camisa 1.
 
“Se as pessoas querem encontrar desculpas para a derrota, é simples, mas eu acredito que o melhor jeito de explicar seria: os rivais foram melhores que nós, e merecemos perder”, completou Buffon, que pode ver a vantagem na liderança cair para apenas um ponto, já que a Inter, vice-líder, entra em campo nesta segunda para enfrentar o Parma.

Autor do gol da vitória, Robinho está nos planos do Santos para 2013 (Foto: Arco Vasini-Associated Press-AE)

Colunas

Contraponto