Massa cobra CBA e vê carro da Ferrari com potencial para 2013

No Rio de Janeiro para fazer uma exibição com uma Ferrari neste domingo, ele ainda disse ver potencial no modelo de 2013

Comentar
Compartilhar
10 MAR 201312h12

Único representante do Brasil no grid da Fórmula 1 em 2013, Felipe Massa manifestou preocupação com a situação e criticou a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). No Rio de Janeiro para fazer uma exibição com uma Ferrari neste domingo, ele ainda disse ver potencial no modelo de 2013.

“Ainda não é possível ter uma noção clara de onde estamos em relação às outras equipes. Mas o importante é que andamos bem e senti o carro mais estável e fácil de guiar. Acredito que temos um grande potencial para brigar pelas posições desde o começo”, afirmou.

A falta de competitividade do carro nas primeiras etapas de 2012 foi o principal problema enfrentado pela Ferrari no ano passado. Ainda assim, o espanhol Fernando Alonso brigou pelo título com o alemão Sebastian Vettel (Red Bull) até o final. O Grande Prêmio da Austrália abre a temporada de 2013 no próximo domingo.

Ao falar sobre o automobilismo brasileiro, o piloto da Ferrari lamentou a demolição do tradicional Autódromo de Jacarepaguá, que será substituído por instalações ligadas aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro-2016. As autoridades prometem construir um novo circuito na Zona Oeste da cidade.

A falta de investimento no automobilismo brasileiro preocupa Felipe Massa (Foto: AFP)

“A pista de Jacarepaguá chegou a ser considerada uma das mais bacanas de pilotar e o que aconteceu foi uma pena. Espero que consigam construir um novo autódromo rapidamente aqui no Rio de Janeiro”, lamentou o vice-campeão mundial de 2008.

Em 2013, o Brasil iniciará a temporada da Fórmula 1 com apenas um piloto pela primeira vez desde 1978, o que motivou críticas aos responsáveis pelo esporte no Brasil. “O automobilismo sofre muito. Acho que tem algo que a CBA pode fazer para melhorar”, disse.