Mano mantém Guerrero entre titulares do Corinthians

Ainda sem Renato Augusto, vetado pelos médicos, o treinador não pensa em mexer na armação, com Petros ao lado de Jadson

Comentar
Compartilhar
25 ABR 201418h18

O Corinthians vai mudar para encarar o Flamengo, domingo, no Pacaembu. Ciente que necessita da vitória, Mano Menezes vai promover a entrada de Guerrero no time. Ainda sem Renato Augusto, vetado pelos médicos, o treinador não pensa em mexer na armação, com Petros ao lado de Jadson. Deve sobrar para Luciano, até então o queridinho do treinador, que iniciou os trabalhos sentado no banco de reservas.

Nesta sexta-feira, o comandante comandou um treino fantasma, com apenas os 11 titulares em campo, atacando diante de um rival fictício, apenas com goleiro do outro lado. No trabalho, foram vários gols do time, óbvio. Mas o detalhe é que, mesmo sem marcação, os homens do setor ofensivo sofreram para balançar as redes.

Mano ensaiava as jogadas em velocidade, pelas beiradas do campo, e o cruzamento sempre buscava Romarinho ou Guerrero. Na hora do gol, contudo, o chute sempre parava no goleiro Walter. Até nos rebotes o desempenho foi sofrível.

Mano Menezes vai promover a entrada de Guerrero no time (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

A pontaria só melhorou quando o esquema foi modificado. Nada de ataques pela beirada. A ordem era tabelas em velocidade. Neste momento, sim, os gols vieram nos chutes de maior distância.

Guerrero não era titular desde o início do Paulistão (dia 26 de fevereiro, diante do Comercial). Enfrentou uma má fase com a carência de gols - só um no ano - e pelo excesso de chances desperdiçadas. Chegou a pensar em deixar o clube. Queria jogar no futebol de seu País ou voltar à Europa. Foi convencido que ganharia mais oportunidades aqui e agora espera agarrar uma de suas últimas chances. Ainda mais com a direção buscando atacantes no mercado, inclusive centroavante.