Lúcio elogia futebol nacional: “Tem nível de qualidade do europeu”

Com a experiência internacional, o jogador retornou ao Brasil em janeiro e já constatou um grande avanço nas competições do futebol nacional

Comentar
Compartilhar
06 MAR 201310h52

O zagueiro  Lúcio passou mais de dez anos em clubes da Europa e se acostumou a participar de jogos de campeonatos tradicionais, como a Liga dos Campeões. Com a experiência internacional, o jogador retornou ao Brasil em janeiro e já constatou um grande avanço nas competições do futebol nacional.

“Estou aqui há pouco mais de dois meses e vi que a evolução é nítida. O futebol brasileiro alcança os níveis de qualidade do europeu, crescendo e tendo boas competições”, avaliou.

Depois de ter se destacado pelo Internacional, Lúcio deixou o Brasil em 2000, quando se transferiu para a Alemanha, defendendo o Bayer Leverkusen. Em seguida, o zagueiro atuou pelo Bayern de Munique. Antes de voltar ao País de origem, o atleta ainda fez sucesso pela Inter de Milão e vestiu as cores também da Juventus.

Lúcio chegou ao São Paulo no início desta temporada e disputou apenas jogos do Paulistão e da Libertadores. Sem fazer críticas contundentes ao torneio continental, o jogador reconhece a necessidade de melhora na organização da competição, mas elogia o que encontra em campo.

Lúcio estava fora do Brasil desde 2000 e acha que o futebol nacional cresceu muito desde então (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Press)

“Sem dúvida que qualquer competição sempre tem algo a melhorar, principalmente na parte da organização. Mas estou chegando agora e fiz só alguns jogos da Libertadores. Acredito que a qualidade do futebol em campo é igual em qualquer lugar. Vai prevalecer quem jogar melhor e tiver mais disposição e empenho tático, tanto na Europa quanto no Brasil”, argumentou.

Até por elogiar o nível dos adversários, o pentacampeão explica que o São Paulo precisa ter um desempenho melhor contra o Arsenal de Sarandí, na quinta-feira, depois de ter sofrido para conseguir vencer o Strongest, na semana passada, pela Copa Libertadores.

“Todos têm condição de render muito mais do que no último jogo. Contra o Atlético-MG, nossa equipe se comportou bem, teve chances e não conseguiu vencer. Na próxima, vamos fazer melhor. Todo mundo sabe que estamos em início de temporada, com dois jogos por semana, e temos de produzir mais. Espero conseguir o objetivo de vencer bem e mostrar nosso futebol”, concluiu.