Lucas Lima chora com a maior alegria da vida e reforça desejo de ficar

Foi dele o gol que sacramentou a vitória nos pênaltis do Santos sobre o Palmeiras neste domingo, na Vila Belmiro, e garantiu mais um título estadual ao clube do litoral

Comentar
Compartilhar
03 MAI 201520h09

O meia Lucas Lima deu o último chute do Campeonato Paulista de 2015. Foi dele o gol que sacramentou a vitória nos pênaltis do Santos sobre o Palmeiras neste domingo, na Vila Belmiro, e garantiu mais um título estadual ao clube do litoral.

Chorando no gramado, Lucas Lima enalteceu a conquista santista: “Estou muito feliz. Nosso time mereceu. A torcida também. É o momento mais feliz da minha vida. Agradeço à minha família, que está aqui, e a essa torcida que nos apoiou até o final”.

A decisão já mexia com o psicológico do armador do Santos antes mesmo de terminar. Ele chegou a lamentar bastante quando o volante Amaral colocou a bola na rede nos minutos finais – a arbitragem anulou o lance por impedimento.

A decisão já mexia com o psicológico do armador do Santos antes mesmo de terminar (Foto: Mauricio de Souza/DL)

“É muita emoção. Aquele gol impedido quase me mata do coração. Mas assim é mais gostoso”, sorriu Lucas Lima, que só conseguiu se tranquilizar quando colocou a bola na rede em sua cobrança de pênalti. “Aliviou tudo ali. Sabia que o goleiro pularia para o alto porque sempre bato assim, desde os tempos em que o Oswaldo (de Oliveira, técnico do Palmeiras) estava aqui, então tentei colocar mais no chão e fui feliz.”

As emoções deste fim de semana reforçou os laços de Lucas Lima com o Santos. Com contrato válido até 31 de dezembro de 2017, o meia é bastante cobiçado por outros clubes – entre eles, o Cruzeiro.

“Quero ficar no Santos. Já deixei isso bem claro. Meu pensamento é fazer um bom Campeonato Brasileiro e chegar à Seleção com a camisa do Santos”, avisou Lucas Lima, evitando elogiar a si mesmo. “É duro me julgar. Acho que fiz um bom meu campeonato, assim como os meus companheiros. Conseguimos o mais importante, que é o título”, concluiu o campeão paulista.