Liga de Futebol de Guarujá completa três anos

Desde o surgimento da entidade, o futebol do Município cresceu em número de times, atletas e modalidades.

Comentar
Compartilhar
04 FEV 201315h19

No dia 1º de fevereiro, a Liga de Futebol de Guarujá completou três anos de existência. Desde que foi fundada, em 2010, a Liga vem fortalecendo o futebol profissional e de várzea da Cidade. Os números comprovam o crescimento da modalidade no Município. Antes do surgimento da Liga, havia 61 times. Hoje, são 103. A quantidade de atletas passou de 4 mil para 6.500 e as categorias foram de sete para 13.

O presidente da entidade, Guilherme Novaes, explica que esse crescimento aconteceu com algumas dificuldades. “A Liga nasceu e cresceu sob a desconfiança de muitos. Porém, com apoio da Prefeitura, dos clubes e dos jogadores, conseguimos reverter esse quadro e agora podemos nos orgulhar de nossos feitos e conquistas”, disse.

E não foram poucas as conquistas: medalhas de prata e bronze nos Jogos Regionais Masculino; bronze, no Feminino; campeão da Sub-19 da Associação Paulista de Futebol; bronze na Sub-17; 4º lugar no torneio internacional de São João da Boa Vista e campeão do Dente de Leite Regional, entre outros feitos.

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer, apoia o trabalho da Liga. Para o presidente, essa parceria é fundamental. “Sem dúvida é a nossa força motriz. Para as equipes de competição, taxas, transporte e apoio de uniformes. Na várzea, o uso e manutenção dos campos, do estádio, da sala no Guaibê e das taxas”, explicou Novaes.

Antes do surgimento da Liga havia 61 times, hoje são 103 (Foto: Divulgação/ PMG)

Seleção

O terceiro aniversário coincidiu com a peneira para entrar na Liga realizada no Estádio Municipal Antônio Fernandes, na sexta-feira (1º). Ao todo, 428 meninos nascidos entre 1995 e 1999 mostraram seu talento para uma comissão de avaliação formada por quatro técnicos, dois preparadores físicos, um preparador de goleiro e três auxiliares.

A peneira atraiu esportistas de toda a região da Baixada Santista e de cidades de outras regiões, como Belém do Pará, Cotia e Diadema. A inscrição foi gratuita. “Procuramos sempre fazer com que os atletas não tenham nenhum gasto, para que todos possam participar”, explicou o presidente. Aproximadamente 20% dos jovens foram selecionados e terão a chance de participar de vários campeonatos regionais e estaduais.