Laís Souza tem leve melhora em quadro e já fala algumas palavras

O médico explicou também que um tubo fino foi inserido na traqueia da ex-ginasta, para facilitar a passagem do ar pelas cordas vocais

Comentar
Compartilhar
02 FEV 201416h08

A ex-ginasta e esquiadora Laís Souza apresentou leve melhora em seu quadro clínico, de acordo com o médico Antônio Marttos Jr., do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), que acompanha a brasileira no Hospital Universitário de Utah, em Salt Lake City, nos Estados Unidos, onde ela se recupera de um grave acidente, sofrido na última segunda-feira.

"A pressão arterial está melhor e estamos diminuindo o suporte à pressão arterial. A parte respiratória também está melhor, a frequência cardíaca, tudo está voltando a um padrão normal, sem tanta ajuda externa", disse. "Eu digo hoje que a chance da Laís recuperar essa parte respiratória é grande", completou Marttos, em entrevista ao SporTV.

O médico explicou também que um tubo fino foi inserido na traqueia de Laís Souza, para facilitar a passagem do ar pelas cordas vocais. Assim, foi possível compreender algumas palavras ditas pela brasileira. E há a previsão de um que um marca-passo seja colocado no diafragma da atleta nos próximos dias, com a intenção de ajudar na respiração.

Laís Souza já fala algumas palavras (Foto: Divulgação)

Na última segunda, Laís Souza sofreu uma queda quando esquiava, na sua preparação para os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, e se chocou com uma árvore. A brasileira deslocou a terceira vértebra da coluna cervical no acidente e precisou ser operada. Depois, também passou por uma traqueostomia e uma gastrostomia, com a intenção de melhorar a respiração e a alimentação. A atleta está sem movimentos nos braços e pernas.

Ginasta com participação em duas edições da Olimpíada - Atenas/2004 e Pequim/2008 -, Laís Souza foi cortada às vésperas dos Jogos de Londres/2012, por causa de uma lesão. Depois disso, ela deixou a ginástica e aceitou o convite da Confederação Brasileira de Desportos da Neve (CBDN) para aprender a praticar o esqui aéreo e competir no esporte.