Kleina vê Santos como candidato ao título e elogia mudança de postura

O técnico também mostrou euforia ao analisar a mudança de postura do Avaí após a luta contra o rebaixamento no Campeonato Catarinense

Comentar
Compartilhar
11 MAI 201516h00

O empate por 1 a 1 contra o Santos, jogando na Ressacada, ficou de bom tamanho para o Avaí. O técnico Gilson Kleina comemorou o resultado diante do campeão paulista de 2015, e destacou que o Peixe é um dos candidatos à conquista do caneco.

“A gente enfrentou um time que com certeza vai brigar pelo título. Uma equipe de muita qualidade, que tem um conjunto muito forte, campeã paulista por mérito. São muitos pontos fortes para tentar neutralizar. Gostei da nossa equipe porque tivemos uma situação difícil, saímos atrás de um time que gosta de contra-atacar e conseguimos reagir, empatar e ainda ter chances de vencer” , celebrou o treinador.

Kleina também mostrou euforia ao analisar a mudança de postura do Avaí após a luta contra o rebaixamento no Campeonato Catarinense. Para ele, a transparência e a dedicação do grupo foram fatores primordiais na retomada da competitividade da equipe da Ressacada.

De olho no clássico contra o Figueira, Kleina falou em

“Aquilo que eu penso sobre o futebol foi colocado aqui: olho no olho, transparência e que todos têm que lutar juntos. Estávamos a um empate de cair para a Segunda Divisão (no estadual) e não estávamos bem. E só íamos mudar tudo se mudasse a atitude em campo. Estamos fazendo um coletivo forte. Pouca folga e muito trabalho”, disse o técnico avaiano.

Nesta quarta-feira, o Leão entra em campo para mais um grande desafio na temporada. Às 22h, o time de Gilson Kleina enfrenta o rival Figueirense, no Orlando Scarpelli, precisando de um empate para garantir a vaga na terceira fase da Copa do Brasil. O técnico mostrou estar ciente do desgaste dos atletas para o clássico.

“Ficamos um tempo inativos, e eu falei sobre isso com os jogadores. Fizemos exames, e pudemos sentir a situação deles. Quarta é um jogo de superação. Clima de decisão, e que fique só nessa esfera para que o futebol de Santa Catarina cresça. Vamos buscar a classificação”, comentou.