Júnior Maranhão é mais um destaque do esporte guarujaense

Com o foco no UFC o atleta possui um cartel de 11 vitórias e 4 derrotas, incluindo lutas fora do país Na Cidade desde 2009, o lutador treina seis horas por dia na academia do Charles do Bronx

Comentar
Compartilhar
04 FEV 201518h00

O nome de Guarujá é bem representado em diversos esportes. No MMA, sigla em inglês para artes marciais mistas, não é diferente. Com 22 anos, Elias Alves da Silva Júnior, o Júnior Maranhão, como é conhecido, espera que o ano de 2015 seja repleto de vitórias.

Nascido no Maranhão, origem do apelido, começou a praticar jiu-jítsu aos 12 anos de idade. Desde então, sua paixão pelo esporte só aumentou. Visando melhorar sua performance nas lutas, veio para o Guarujá, em 2009, a convite do amigo e treinador, Jackson Pontes.

Já no Guarujá, conheceu Charles Oliveira, o Charles do Bronx, que compete na organização mais importante do esporte, o UFC (Ultimate Fighting Championship), e com quem morou até 2014. Em sua rotina, Júnior treina cerca de 6 horas por dia na academia Bronx's Gold Team, em Vicente de Carvalho.

“No começo da minha carreira, minha família não era muito a favor, exceto minha mãe, que sempre me apoiou em todas as minhas decisões. Hoje, é tudo diferente, todos sentem orgulho do profissional que me tornei”, disse Maranhão, que só lutou uma vez em seu Estado natal, em 2012, quando saiu vitorioso.

Lutador MMA Júnior Maranhão (Foto: Raimundo Nogueira/PMG)

Os resultados das lutas vêm mostrando que Maranhão fez a escolha certa.em dezembro, venceu Rafael Pinheiro, de Manaus, pelo Thunder Fighting, na categoria Galo, para atletas de até 61 quilos, o que aumentou o número de conquistas em seu cartel, de 11 vitórias e 4 derrotas, em lutas profissionais, sendo sete delas por nocaute técnico e quatro por finalização.

O próximo desafio do atleta já tem data marcada: 14 de março, no estado de Minas Gerais. O adversário ainda não foi definido. Além disso, o atleta tem contrato de dez lutas para fazer nos Estados Unidos, pela organização Ressurrection Fighting Alliance (RFA), no qual já cumpriu duas.

Os resultados dessa sequência de desafios podem levar Júnior ao mesmo lugar que seu amigo, Charles do Bronx, está hoje. Se conseguir uma série de vitórias, Júnior Maranhão poderá ser convidado para lutar nos eventos da organização mais conceituada das artes marciais, o UFC.

Para bater o peso desejado, o lutador que costuma pesar 76 quilos, inicia sua preparação cerca de um mês antes do combate. Alimentação regrada, com frutas e muita salada, horas de sauna, imersão em banheira quente, além dos treinamentos físicos com agasalhos, são os truques de Maranhão para perder os 15 quilos, e ficar apto a lutar na categoria Galo.

O Conselho Municipal da Juventude, órgão da Prefeitura de Guarujá, trabalha juntamente ao atleta, usando sua experiência de vida para servir de exemplo às crianças da cidade. “O Júnior é um interlocutor nosso. Sua história e a luta pelos sonhos inspiram muita gente. Este ano, levaremos ele e outros atletas até algumas comunidades, mostrando que é possível alcançar sonhos“, disse o presidente do Conselho da Juventude de Guarujá, Edmilson Cardozo.

Júnior Maranhão conta com o patrocínio da K-Tron e Bruno Suplementos. O atleta está em busca de mais parceiros que o ajudem a financiar suas viagens para as competições internacionais. Os interessados podem entrar em contato pelo telefone 99772-0899 ou em seu local de treino, na Academia Bronx Gold Team, localizada na Avenida Santos Dumont, 650, no Pae Cará, das 9 às 12 horas ou das 19h30 às 23 horas.

Colunas

Contraponto