X
Esportes

Jogo-treino dá indícios do que Carille pensa para o Santos de 2022

A formação utilizada na reta final do último Campeonato Brasileiro será mantida nesta temporada

Carille já mostra indícios do Santos de 2022 / Divulgação/Santos FC

O Santos venceu o São Caetano por 4 a 3 em jogo-treino realizado na quarta-feira (19), no CT Rei Pelé. E a partida deu indícios do que o técnico Fabio Carille pensa para o clube alvinegro de 2022.

A primeira confirmação é o esquema com três zagueiros. A formação utilizada na reta final do último Campeonato Brasileiro será mantida nesta temporada.

Contra o São Caetano, o Santos atuou com Emiliano Velázquez, Luiz Felipe e Eduardo Bauermann na zaga. Kaiky seria titular, mas foi um dos diagnosticados com Covid-19. Bauermann deve brigar por uma vaga com Luiz na equipe-base do Campeonato Paulista.

Nas alas, Madson e Lucas Braga foram os titulares. Eles estiveram no 11 inicial durante quase toda a pré-temporada e largam na frente. Daniel Guedes, reintegrado após o empréstimo ao Fortaleza, foi testado na direita e está no páreo. Lateral-esquerdo de origem, Felipe Jonatan tem treinado no meio-campo. Ele sairia jogando, mas também ficou fora por causa do coronavírus.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

No meio-campo, Camacho, Vinicius Zanocelo e Gabriel Pirani foram os escolhidos por Carille. Esse trio, porém, encontra forte concorrência. Sandry (poupado após pegar Covid e ser liberado), Felipe Jonatan (em isolamento) e Ricardo Goulart (em processo de recondicionamento físico) devem ser titulares. Jobson, Carlos Sánchez e Bruno Oliveira correm por fora.

No ataque, a dupla foi Marcos Guilherme e Marcos Leonardo. Marcos Guilherme é um curinga de Fabio Carille e está nos planos, porém, deve ser substituído por Marinho no Paulistão, e ainda há Ângelo como alternativa importante. Marcos Leonardo é o provável titular, com Léo Baptistão como reposição.

O time titular teve João Paulo, Emiliano Velázquez, Luiz Felipe e Eduardo Bauermann; Madson, Camacho, Vinicius Zanocelo, Gabriel Pirani e Lucas Braga; Marcos Guilherme e Marcos Leonardo. Com eles, o Santos atuou por 45 minutos e empatou em 2 a 2 com o São Caetano. O time da Vila Belmiro abriu o placar com Marcos Guilherme, levou a virada e empatou com Madson.

O Santos não contou com sete jogadores que testaram positivo para Covid-19 durante a pré-temporada: Marinho, Sánchez, Sandry, Felipe Jonatan, Kaiky, Robson e Vinicius Balieiro -esses quatro últimos ainda em isolamento. Luiz Felipe, Vinicius Zanocelo, Ângelo e Léo Baptistão também foram diagnosticados com o coronavírus, mas se recuperaram bem e foram liberados para atuar.

Por conta dessas ausências, Fabio Carille precisou improvisar os meias Ivonei e Luizinho como zagueiro e lateral-esquerdo, respectivamente, e ainda pôs o atacante Allanzinho no meio-campo. O zagueiro boliviano Zabala, do sub-20, compôs o time reserva. E o goleiro John voltou a atuar depois de cirurgia no joelho.

Ricardo Goulart é visto por Carille como meia-atacante, mas jogou como falso 9, ao lado de Ângelo numa ponta e Léo Baptistão na outra. Durante a temporada, a chance maior é de Goulart ser meia e Baptistão alternativa a Marcos Leonardo como centroavante móvel.

Mesmo com todos esses problemas, os reservas do Santos venceram o São Caetano por 2 a 1 nos 45 minutos finais. Ângelo e Léo Baptistão fizeram o 4 a 2 e o Azulão diminuiu. A equipe do ABC não mudou tanto quanto o time alvinegro, que trocou os 11.

O meia Augusto e os atacantes Lacava e Tailson não participaram do jogo-treino. Eles devem jogar por alguns minutos no próximo amistoso desta sexta (21), contra a Portuguesa Santista, mas a princípio estão abaixo dos demais que foram utilizados diante do São Caetano. O elenco será reduzido nos próximos dias. O atacante Bruno Marques está em negociação avançada com o Arouca, de Portugal, e não ficou à disposição.

Carille pretende usar Marinho, Sandry e Sánchez no próximo jogo-treino. Com Sandry e Marinho à disposição, o Santos estará mais perto do time ideal da comissão técnica. Os titulares Kaiky e Felipe Jonatan ainda estarão fora, assim como os reservas Robson e Vinicius Balieiro.

O Santos reavaliará todos esses casos antes da estreia no Paulistão contra a Inter de Limeira na próxima quarta (26), fora de casa. O time alvinegro tenta evitar novos positivos para

Covid-19 com uma "bolha" no CT Rei Pelé para que Carille tenha uma escalação próxima ao que imagina para a temporada logo na primeira rodada.

Pelo que é trabalhado na pré-temporada, o Santos titular de Carille tem João Paulo, Kaiky, Luiz Felipe (Eduardo Bauermann) e Emiliano Velázquez; Madson (Daniel Guedes), Sandry (Camacho), Felipe Jonatan (Vinicius Zanocelo), Ricardo Goulart e Lucas Braga; Marinho e Marcos Leonardo.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Orquidário de Santos abre inscrições para cursos de férias e passeios noturnos

A programação inclui três cursos para crianças de seis a 15 anos, inclusive com a experiência de dormir no parque

Saúde

Secretário defende guia que considera todo aborto crime no Brasil

O aborto legal no Brasil está inscrito no Código Penal, que ampara a interrupção da gravidez em caso de estupro, risco de morte para a gestante e anencefalia do feto

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software