Joanna Maranhão e Leonardo de Deus brilham nos 200m borboleta no Maria Lenk

Melhor atleta da competição, nadadora de 30 anos chegou ao quarto ouro em quatro provas e ainda quebrou o próprio recorde brasileiro e sul-americano

Comentar
Compartilhar
04 MAI 2017Por Da Reportagem20h31
Joana Maranhão chegou ao quarto ouro em quatro provasJoana Maranhão chegou ao quarto ouro em quatro provasFoto: Divulgação

Na terceira noite de finais, nessa quinta-feira (4), o Troféu Maria Lenk de Natação foi novamente de ótimos resultados para a Unisanta. Na disputa dos 200m borboleta na piscina do Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro (RJ), Joanna Maranhão venceu, quebrou os recordes brasileiro e sul-americano, que pertenciam a ela mesmo, e ainda alcançou a quarta vitória em quatro provas, seguindo como a melhor atleta desta edição da competição. Nos mesmos 200m borboleta, Leonardo de Deus garantiu o ouro e de quebra, estabeleceu a quarta melhor marca do mundo da prova em 2017.

Além dos dois ouros, a Unisanta conquistou mais três medalhas nas finais dessa quinta-feira (4): uma prata com Andrea Berrino, nos 50m costas (tempo de 28s52), e outros três bronzes, com Alessandra Marchioro, nos 100m livre (55s92), e nos 50m peito, com Felipe França (27s32) e Julia Sebastian (31s54).

Em três dias de competição, a Unisanta soma 21 medalhas, sendo 11 de ouro, quatro de prata e seis de bronze e segue como a líder no quadro de medalhas. O time ceciliano segue na terceira colocação geral do Maria Lenk, com 938 pontos. A primeira posição é do Pinheiros, com 1.288 pontos, enquanto o Minas é o segundo, com 1.052. Na somatória apenas entre as mulheres, a Unisanta é a vice-líder do campeonato, 469,50 pontos. A primeira colocação está com o Pinheiros, com 509.

A nadadora da Unisanta, Joanna Maranhão, roubou a cena pelo terceiro dia consecutivo no Maria Lenk. Com a quarta vitória em quatro provas, a nadadora de 30 anos estabeleceu o novo recorde sul-americano e brasileiro dos 200m borboleta, com o tempo de 2m9s22.

“Em três meses na Unisanta, as coisas estão dando muito certo. Estou nadando muito e me sentindo bem. Confesso que não esperava quebrar recordes e ainda ser a melhor a atleta desta atual edição do Maria Lenk. Isso me deixa muito feliz e estou muito motivada para a prova de amanhã, dos 400m medley, que eu vivi momentos de amor e ódio com ela em toda minha carreira”, disse a nadadora, que liderança o quadro dos atletas mais eficientes do campeonato, com 185 pontos.

Já Leonardo de Deus conquistou a segunda medalha de ouro no Maria Lenk, nos 200m borboleta (anteriormente, ganhou o revezamento 4x200m). Com o tempo de 1m54s91, o nadador da Unisanta alcançou a quarta melhor marca da prova no mundo em 2017. Além disso, ele voltou ao Top 8 da lista dos pré-convocados para o Mundial de Budapeste, com o resultado dessa quinta-feira (4).

“Este ano está sendo maravilhoso. Todas as mudanças que venho passando em minha vida, estão trazendo ótimos resultados. Vinha buscando há anos nada abaixo 1m55 e hoje, consegui. Hoje, é um dia muito feliz para mim com esse grande resultado e tem muito mais por vir ainda”, disse o nadador.