Jair prioriza testes, e início do Santos em 2018 é o pior em dez anos

A irregularidade da equipe, que até o momento pode ser explicada, segundo o técnico Jair Ventura, com a simples reformulação pela qual o clube passa.

Comentar
Compartilhar
13 FEV 2018Por Folhapress11h49
Jair Ventura diz que período de instabilidade existe por causa da reformulação do time.Jair Ventura diz que período de instabilidade existe por causa da reformulação do time.Foto: Divulgação/Assessoria/Santos F.C.

Apenas oito pontos em seis jogos disputados no Campeonato Paulista. O Santos faz até aqui, em 2018, a sua pior campanha dos últimos dez anos na competição. A somatória do time santista não é tão baixa desde 2008, quando conquistou apenas cinco pontos nos seis primeiros jogos do Estadual.

A irregularidade da equipe, que até o momento soma duas vitórias (Linense e Ponte Preta), dois empates (Ituano e Ferroviária) e duas derrotas (Bragantino e Palmeiras), pode ser explicada, segundo o técnico Jair Ventura, com a simples reformulação pela qual o clube passa.

Além de contar com um novo presidente e uma nova diretoria, o Santos tem um novo técnico e muitos jogadores a serem testados. Jair Ventura quer, neste início de trabalho, utilizar o máximo de atletas possível para saber com quem possa contar para a sequência da temporada.

Até aqui foram inúmeras as experiências feitas por Jair Ventura, que pretende dar oportunidade a todos os jogadores do elenco. Sendo assim, o mau início de campeonato é um risco calculado e ainda não preocupante para o treinador, que ainda segue sem poder contar com três peças importantes: Bruno Henrique, Victor Ferraz e Lucas Veríssimo, todos entregues ao DM.

"O Santos é uma nova equipe, tiveram novos jogadores, novas contratações, jogadores ainda por chegar. Quando tivermos com todo mundo, a tendência é que a gente possa estar mais forte ainda. Quero dar oportunidade a todos, e isso pode custar pontos, mas não posso chegar em momentos decisivos do ano e não saber quem eu posso usar com essas perdas que vão acontecer por causa de lesão ou de cartão", disse Jair em entrevista coletiva no último sábado (10), após o empate por 2 a 2 contra a Ferroviária.

Com os oito pontos somados em seis jogos, o Santos é o único grande que não ocupa a liderança de sua chave no Campeonato Paulista. A equipe comandada por Jair Ventura é a segunda colocada do grupo D, atrás do Botafogo de Ribeirão Preto, que soma nove.

"O torcedor quer sempre a vitória, nós profissionais também, mas temos que ter um pouco de calma para este início de trabalho. Mas a resposta do grupo tem sido muito boa e, com certeza, esse grupo vai dar muita alegria para a torcida santista", acrescentou o treinador.