Intercâmbio olímpico de Judô

Judocas italianos encaram brasileiros em São Vicente como preparação para os Jogos do Rio

Comentar
Compartilhar
23 MAI 201411h19

Italianos e brasileiros se confrontam hoje no judô em uma competição por equipe (com atletas divididos por categoria), em São Vicente. O evento será realizado, a partir das 19h30, no Centro de Convenções da Costa da Mata Atlântica (Avenida Capitão Luís Pimenta, 811, Parque Bitaru).

Comandada pelos técnicos Giuseppe Maddaloni e Francesco Brunyer, os atletas italianos estão hospedados em São Vicente desde o dia 17 e ontem, antes de uma sessão de treinos na Arena Santos, visitaram a Vila Belmiro e o Memorial das Conquistas do Peixe, sendo recepcionados pela ex-judoca santista Danielle Zangrando.

Maddaloni, medalha de ouro nas Olimpíadas de Sidney, Austrália, em 2000 (categoria até 73 quilos), ganhou de presente uma camisa do Santos Futebol Clube, com a inscrição de seu nome. Os competidores italianos aprovaram as instalações da Vila Belmiro.

A competição em São Vicente tem como objetivo preparar os judocas italianos para as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. 

Hexacampeão mundial máster na classe meio médio, o professor de judô Denilson Soldani vem mantendo contatos com Maddaloni em algumas competições internacionais e, com o aval do secretário de Esportes de São Vicente, Alexandre Morais Rodrigues, praticamente acertou a vinda da delegação italiana a São Vicente em 2016.

Os judocas italianos praticamente acertaram a vinda a São Vicente, em 2016 (Foto: Matheus Tagé/DL)

Maddaloni, que ficou com a medalha de outro em Sidney na final contra o brasileiro Tiago Camilo, afirmou ao Diário do Litoral que considera forte o atual nível do judô brasileiro. Ele pretende estreitar relação com os atletas locais e pensa em formas de intercâmbio, levando brasileiros para competirem na Itália.

Papo de Domingo

O Diário do Litoral trará, na edição de domingo, uma entrevista exclusiva com Maddaloni, cuja história de sua família foi relatada no livro “La mia vita sportiva” (Minha Vida Esportiva) pelo seu pai, o treinador Giovanni Maddaloni, e que ganhou uma versão na TV, no ano passado, com o título “L’Oro di Scampia”. A história é de um treinador que conseguiu manter uma academia em uma área da Cidade (Bairro Scampia) dominada pela Camorra, a máfia napolitana.