Imprensa francesa critica Neymar e vê declaração de guerra ao PSG

A declaração de Neymar elegendo a goleada do Barcelona sobre o PSG como o melhor momento de sua carreira teve grande repercussão na França.

Comentar
Compartilhar
14 JUL 2019Por Folhapress18h27
Foto: Gustavo Gomes/Agência Brasil

A declaração de Neymar elegendo a goleada do Barcelona sobre o PSG como o melhor momento de sua carreira teve grande repercussão na França, com os principais jornais do país criticando a postura do atacante em meio à indefinição de sua situação no time parisiense.

A revista "France Football", por exemplo, publicou em seu site que a frase é como "um novo terremoto" e diz ser impossível imaginar que ela não tenha sido calculada. Por isso, a revista fala em "uma nova declaração de guerra em um conflito em que ele (Neymar) parece cada vez mais decidido a sair".

A polêmica frase teve como origem uma entrevista de Neymar ao site "Oh My Goal" após o torneio organizado pelo seu instituto na Praia Grande (SP). "Quando marcamos o sexto gol contra o PSG, eu nunca experimentei nada parecido, foi espetacular", disse, referindo-se à vitória por 6 a 1 do Barcelona pelas oitavas de final da Liga dos Campeões de 2016/2017 depois de derrota por 4 a 0 na ida em Paris.

Na ocasião, Neymar atuava pelo Barcelona e marcou dois gols. Ao final da temporada, ele transferiu-se ao PSG, clube com o qual ainda tem contrato. Porém, o jogador já avisou ao time parisiense que quer sair, deu indicações de quer retornar ao Barcelona e viu a relação com o atual clube se complicar desde que não se reapresentou na semana passada. Ele é esperado hoje em Paris.

O jornal "Le Parisien" destaca que, com a declaração na qual se refere a "uma das maiores humilhações de seu próprio clube", Neymar não esconde mais o desejo de sair. "Não há nenhuma dúvida de que essa partida foi absolutamente memorável para o Barcelona, mas daí para 'trollar' publicamente o PSG...", destacou o jornal.

O "Le Figaro", por sua vez, usa a declaração para dizer que o "divórcio com o PSG parece ter se iniciado". O jornal ainda acredita que a frase soa como uma provocação e um pouco de "falta de classe" do brasileiro. Para o "Le Figaro", Neymar está fazendo "um jogo perigoso", já que não há nenhuma certeza sobre a sua saída do PSG.

Colunas

Contraponto