'Herói' do Pacaembu, Giovanni visita elenco do Santos e dá dicas para virada

Responsável por virada heroica do Peixe, em 1995, o ex-camisa 10 conversou com os jogadores, nesta terça-feira, e deu dicas para o Peixe avançar à semi do Paulistão

Comentar
Compartilhar
04 ABR 2017Por Diário do Litoral18h38
Giovanni visitou o elenco no CT Rei Pelé e deu dicas para o duelo contra a PonteFoto: Divulgação/Santos FC

O Santos ganhou um apoio especial para reverter a vantagem da Ponte Preta, na próxima segunda-feira, em jogo decisivo nas quartas de final do Paulistão. Ídolo do clube e acostumado a decidir para o Peixe no Pacaembu, o ex-meia Giovanni visitou o elenco no CT Rei Pelé e deu dicas para o duelo.

Em 1995, o jogador foi o principal responsável por uma virada épica sobre o Fluminense, no estádio da Capital. Após perder para o time carioca, por 4 a 1, no Rio de Janeiro, o Santos também abdicou da Vila Belmiro e conseguiu garantir vaga na final do Brasileirão após importante vitória, por 5 a 2.

“Não tem diferença. Claro que a Vila Belmiro é a primeira casa do Santos, aqui os torcedores estão mais próximos, mas o Pacaembu, em decisões, sempre ajudou o Santos. O que o jogador quer é ver o estádio lotado. Isso é que importa”, afirmou Giovanni, nesta terça-feira, no CT Rei Pelé.

Aos jornalistas presentes, ele revelou a tranquilidade do elenco santista para o jogo decisivo. O ex-camisa 10 também falou sobre a importância do técnico Dorival Júnior, que foi seu comandante em 2010, quando a equipe comandada por Neymar & Cia garantiu o título do Campeonato Paulista.

“Os caras estão muito tranquilos. Vim aqui para rever os atletas, dar um apoio moral. Dorival é um cara que sabe encontrar todas essas emoções. Trabalhei com ele em 2010. É um técnico muito calmo, que vai trabalhar durante a semana para que na segunda-feira entre com tudo”, completou.

Morando em Santos por conta do seu filho, que treina no sub-11 do Peixe, Giovanni deve subir a Serra para assistir o jogo. Após derrota, por 1 a 0, em Campinas, o Santos precisa vencer por dois gols de vantagem para chegar à semi do Paulistão. Uma vitória simples leva o jogo para os pênaltis.