Hamilton lidera dobradinha da Mercedes e Massa fica em sétimo

Com 43 pontos, Rosberg, ganhador do Grande Prêmio da Austrália, lidera o campeonato, seguido justamente por Hamilton (25), que tem um ponto a mais que o espanhol Fernando Alonso

Comentar
Compartilhar
30 MAR 201410h40

O britânico Lewis Hamilton superou o alemão Nico Rosberg e liderou a dobradinha da Mercedes no Grande Prêmio da Malásia, realizado na manhã deste domingo. O também alemão Sebastian Vettel (Red Bull) completou o pódio, enquanto o brasileiro Felipe Massa (Williams) terminou na sétima colocação.

Com 43 pontos, Rosberg, ganhador do Grande Prêmio da Austrália, lidera o campeonato, seguido justamente por Hamilton (25), que tem um ponto a mais que o espanhol Fernando Alonso (Ferrari). O britânico, dono 23 vitórias na carreira, igualou o brasileiro Nelson Piquet, tricampeão mundial.

Hamilton defendeu a pole com sucesso e não foi incomodado durante a prova em Sepang. Rosberg, por sua vez, ultrapassou Vettel na largada e proporcionou a dobradinha da Mercedes. Após partir do 13º posto, Massa fez uma boa prova de recuperação e terminou em sétimo, acossado pelo finlandês Valtteri Bottas, seu companheiro. O Grande Prêmio do Bahrein será realizado no próximo domingo.

Britânico Lewis Hamilton vibra entre Nico Rosberg e Sebastian Vettel no pódio em Sepang (Foto: Associated Press)

A prova

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) defendeu a pole position com autoridade na largada do Grande Prêmio da Malásia. Arrojado, o alemão Nico Rosberg (Mercedes) foi espremido contra o muro pelo compatriota Sebastian Vettel (Red Bull), mas conseguiu tomar a segunda posição.

Felipe Massa (Williams), aproveitando o bom rendimento de seu carro em pista seca, saltou da 13ª para a 10ª colocação. Tocado pela McLaren do dinamarquês Kevin Magnussen, o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) foi obrigado a visitar os boxes, o que deixou o brasileiro em nono.

Em sua primeira temporada pela Red Bull, o australiano Daniel Ricciardo foi ousado e chegou a ultrapassar o companheiro Sebastian Vettel pouco depois da largada. Na quarta volta da corrida, no entanto, o tetracampeão mundial conseguiu retomar a terceira colocação.

O finlandês Valtteri Bottas (Williams), que largou na 18ª posição, também ganhou posições no início da prova e ficou justamente atrás de Felipe Massa. Com os dois piloto juntos, a equipe britânica chegou a pedir calma pelo rádio para evitar qualquer incidente.

Na 10ª volta, Magnussen parou nos boxes para trocar os pneus pela primeira vez na corrida. Assim, Felipe Massa ficou com a oitava colocação. Pouco depois, a organização da prova decidiu punir com o dinamarquês com um stop/go pelo toque na Ferrari de Kimi Raikkonen, medida cumprida no 26º giro.

Posicionado na quinta colocação, o espanhol Fernando Alonso (Ferrari) tentava alcançar Daniel Ricciardo e Sebastian Vettel, quarto e terceiros colocados, respectivamente. Preocupada, a Red Bull pediu para o australiano não forçar o ritmo, supostamente para conter o ímpeto do piloto da escuderia italiana.

Uma chuva fraca atingiu partes do circuito a partir da 35ª volta, mas não influiu significativamente na corrida. No 41º giro, Ricciardo parou para troca de pneus, foi liberado antes da hora e precisou ser empurrado de volta à garagem. Logo depois de retornar à pista, o piloto sofreu um dano na asa dianteira e precisou visitar os boxes novamente.

Para completar o drama do australiano, ele acabou punido com um stop/go pela falha de sua equipe durante a troca de pneus. Com os problemas do piloto da Red Bull, Massa assumiu a sétima colocação e passou a perseguir o britânico Jenson Button (McLaren), mas não conseguiu ultrapassá-lo. Acossado por Bottas nas últimas, o brasileiro conseguiu se defender.

Em uma corrida sem sobressaltos, Lewis Hamilton perdeu a liderança apenas para visitar os boxes. O principal desafio do piloto foi administrar o consumo de combustível até a linha de chegada. Nico Rosberg e Sebastian Vettel subiram ao pódio ao lado do britânico.

Confira o resultado final do Grande Prêmio da Malásia:

1: Lewis Hamilton (ING/Mercedes) - 56 voltas em 1h40min25s974
2: Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - a 17s3
3: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - a 24s5
4: Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - a 35s9
5: Nico Hulkenberg (ALE/Force India) - a 47s1
6: Jenson Button (ING/McLaren) - a 83s6
7: Felipe Massa (BRA/Williams) - a 85s0
8: Valtteri Bottas (FIN/Williams) - a 85s5
9: Kevin Magnussen (DIN/McLaren) - a 1 volta
10: Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso) - a 1 volta
11: Romain Grosjean (FRA/Lotus) - a 1 volta
12: Kimi Raikkonen (FINFerrari) - a 1 volta
13: Kamui Kobayashi (JAP/Caterham) - a 1 volta
14: Marcus Ericsson (SUE/Caterham) - a 2 voltas
15: Max Chilton (ING/Marussia) - a 2 voltas

Não completaram
Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)
Esteban Gutierrez (MEX/Sauber)
Adrian Sutil (ALE/Sauber)
Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso)
Jules Bianchi (FRA/Marussia)
Pastor Maldonado (VEM/Lotus)
Sergio Perez (MEX/Force India)