Gustavo Henrique quebra silêncio após expulsão e reconhece má fase: 'Já passou'

O zagueiro se abateu após expulsão no duelo contra o Figueirense, mas evoluiu nos últimos jogos e espera manter bom momento em seu 100º jogo pelo Santos

Comentar
Compartilhar
09 JUN 2016Por Diário do Litoral20h08
O jovem Gustavo Henrique, de 21 anos, foi um dos jogadores mais criticados da equipe neste início de BrasileirãoO jovem Gustavo Henrique, de 21 anos, foi um dos jogadores mais criticados da equipe neste início de BrasileirãoFoto: Divulgação

Titular absoluto do Santos nos últimos dois anos, o jovem Gustavo Henrique, de 21 anos, foi um dos jogadores mais criticados da equipe neste início de Brasileirão. As reclamações, em especial, se deram após o duelo contra o Figueirense, quando o time catarinense buscou empate nos últimos minutos, após expulsão inconsequente do camisa 6 alvinegro.

Abatido com as críticas recebidas, o jogador preferiu não atender à imprensa nos últimos dias. Nesta quinta-feira, no entanto, ele resolveu quebrar o silêncio e admitiu que vinha atuando abaixo do esperado neste início de campeonato.

"Não temo perder posição jamais. Às vezes faltam coisas. No próprio treino. Reconheço, sim, que não vinha em grandes jogos, como estava acostumado. É fase. Atacante fica dez jogos sem fazer gol. Se faz, é o cara. Zagueiro erra uma vez e é crucificado. Essa fase já passou", afirmou.

Na vitória sobre o Botafogo por 3 a 0, no último domingo, Gustavo voltou a ter uma boa atuação e foi um dos responsáveis pelo bom rendimento na zaga. Para o duelo contra o Santa Cruz, no Estádio Arruda, no próximo domingo, ele espera manter o bom momento e tem motivo especial para tal. Ele completa 100 jogos com a camisa do Peixe.

"Ninguém sabe o que passei para chegar. Às vezes tem cara quem nem é torcedor e critica. Fico feliz por essa marca. Queremos melhorar e nunca jogar mal. Nem sei o que tentei fazer contra o Figueirense. Foi lance que passou e serviu de aprendizado", completou.

Para o duelo contra os pernambucanos, ele não terá ao lado o parceiro David Braz. O camisa 14 sentiu incômodo muscular e será desfalque por duas semanas. A expectativa é que Gustavo Henrique atue ao lado de Luis Felipe. O jovem Lucas Veríssimo corre por fora, mas também pode ganhar oportunidade na equipe titular.