Guarujá recebe "Dia do Milan" neste fim de semana

O evento, adiado no mês passado devido ao mau tempo, é gratuito e tem como principal objetivo promover marca do clube no País e selecionar jovens talentos

Comentar
Compartilhar
11 NOV 201316h45

Para estreitar ainda mais o nome do Rubro-Negro italiano no Brasil, pela primeira vez, a Baixada Santista será palco de uma festa que tem cunho social e quer atrair os novos talentos da região. Trata-se do Dia do Milan, que acontece neste sábado, 9, e domingo, 10, em Guarujá. Voltado para crianças de ambos os sexos nascidas entre 1999 e 2004, o evento será realizado no campo da Sociedade Esportiva Vila Áurea, localizado na Avenida. Dracena, s/nº, a partir das 9 horas.

A atividade seria realizada no mês passado, mas foi adiada por causa das chuvas no começo de outubro. Segundo Gustavo Giacomo, um dos organizadores do evento, a iniciativa visa, principalmente, estabelecer a marca do clube italiano. “Com certeza, todo garoto que participar começará a olhar o Milan com outros olhos, com mais carinho, atraindo novos fãs à equipe”, disse.

A inscrição será feita no local e os jogos começarão pelos mais novinhos, os nascidos em 2004. “É só levar o RG ou a Certidão de Nascimento e se cadastrar gratuitamente. A expectativa é que cerca de 1.000 crianças compareçam nos dois dias”, informou o gestor de futebol da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, Guilherme Novaes.

Para o secretario de Esporte e Lazer, Élson Maceio, será uma oportunidade rara para fomentar ainda mais o esporte em Guarujá. “Com certeza, descobriremos novos jogadores não só para o Milan, mas para as equipes de competição da Cidade que já fazem ótimos papéis na região”, salientou.

Copa São Paulo – O evento contará com mais um atrativo: a seleção Sub-14 de Guarujá enfrentará o Concórdia Zico 10, de Poá, pelas quartas de final da Copa São Paulo, no sábado, às 16 horas. O jogo é organizado pela Associação Paulista de Futebol.

Dida; Cafu, Roque Junior, Thiago Silva e Serginho; Leonardo, Kaká, Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo; Robinho e Ronaldo Fenômeno. No banco, Émerson, André Cruz e Alexandre Pato. Além de brasileiros, craques conhecidos mundialmente, esta verdadeira seleção tem em comum o fato de todos terem jogado no AC Milan, tradicional equipe italiana, fundada em 1899. Desde a década de 20, o clube de Milão importa nossos jogadores e, na maioria das vezes, obtém sucesso e lucros com os nossos craques.