Gilson Kleina veta chegada de reforços no Palmeiras só para a Libertadores

Técnico não quer saber de time de 'seis meses' e pede contratações para toda a temporada

Comentar
Compartilhar
27 NOV 201217h06

O Palmeiras viverá dois momentos bem distintos em 2013. Nos primeiros meses vai jogar a Taça Libertadores, competição tão desejada pelos atletas, e depois tem pela frente a Série B, tão rejeitada por alguns atletas que esperam estar atuando na principal vitrine do futebol nacional, o Brasileirão. E o técnico Gilson Kleina bate o pé e avisa que não vai aceitar reforços que chegam pensando apenas em disputar a competição continental.

"Não posso aceitar contratação de seis meses porque estaria desvalorizando o Palmeiras. O clube serviria para o primeiro semestre, mas não para o segundo? Não podemos  desvalorizar a marca Palmeiras. O clube é grande independentemente da divisão. Quem vier tem de estar comprometido com o clube, seja na Série B, na Libertadores ou  Paulista", avisou o treinador.
 
O treinador contou que vai até abrir mão de suas férias para poder ajudar a diretoria na contratação de jogadores. "Meu trabalho é árduo e de muita entrega. Vou ficar por aqui, abdicar das férias e trabalhar pelo Palmeiras." Até o momento, o Palmeiras acertou a contratação apenas do lateral-direito Ayrton, do Coritiba. Através de seu empresário, o jogador já havia declarado, antes mesmo do rebaixamento, que não teria problema algum em jogar a Série B.
 
Kleina não quer desvalorizar a marca Palmeiras (Foto: AE)

Colunas

Contraponto