X

Esportes

Galiotte diz esperar “verde no branco” para comentar sobre Borja no Verdão

Perguntas sobre o atacante foram feitas durante o anúncio da renovação do contrato com as patrocinadoras Crefisa/FAM

Gazeta Press

Publicado em 08/02/2017 às 22:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Maurício Galiotte se esquivou das perguntas referentes à contratação de Miguel Borja / Sergio Barzaghi/Gazeta Press

O Palmeiras formalizou nesta quarta-feira a renovação do contrato com as patrocinadoras Crefisa/FAM. O presidente do clube, Maurício Galiotte, fez o anúncio da extensão do vínculo por mais dois anos ao lado de Leila Pereira, dona das empresas. As perguntas feitas na entrevista coletiva, no entanto, abordaram em sua maioria a contratação do atacante Miguel Borja.

Galiotte procurou se esquivar de respostas assertivas sobre o assunto, mas não negou o interesse do Palmeiras na chegada do centroavante do Atlético Nacional. Há a expectativa de que as patrocinadoras ajudarão o clube a arcar com os 11 milhões de dólares (R$ 34 milhões) envolvidos na transação.

“Eu entendo toda a euforia e toda a ansiedade do torcedor palmeirense. Mas, por filosofia, não comentamos nomes e negociações. Não fazemos nenhum tipo de comentário até o momento em que tivermos o verde no branco”, afirmou Galiotte, evitando dizer a palavra “preto” para não fazer alusão ao rival Corinthians.

“A euforia do torcedor é contagiante. Estamos percebendo as movimentações com todas as notícias que saíram nos últimos dois dias. O Borja é um grande jogador. Um grande clube como o Palmeiras tem interesse em todos os grandes jogadores. Mas, por uma questão estratégica, nós não externamos nomes e informações”, acrescentou.

Sentada ao lado de Galiotte, Leila Pereira brincou com a repetição das perguntas sobre o atleta colombiano. “O Borja não está embaixo da mesa. Sei que todos estão esperando um gran finale“, disse a empresária, sorrindo.

Galiotte ainda aproveitou o momento para exaltar a própria gestão. O presidente disse que a “maior contratação foi manter o elenco atual”. “[Os jogadores] foram os campeões brasileiros, atingiram nosso objetivo. Nossa estrutura e nossos profissionais estão capacitados. E chegaram mais alguns atletas para agregar valor a este poderoso elenco”, afirmou.

A renovação com a Crefisa/FAM renderá R$ 72 milhões ao Palmeiras em 2017 e outros R$ 78 milhões em 2018. Os salários do atacante Lucas Barrios – R$ 1 milhão mensal – continuarão sendo pagos pelas parceiras em um contrato à parte. A extensão do vínculo ainda prevê premiações em caso de conquista de títulos.

Além da renovação, a Crefisa/FAM liberaram pouco mais de R$ 30 milhões para o clube comprar a totalidade dos direitos de Alejandro Guerra e Fabiano e os 50% restantes do atacante Dudu. Segundo Leila Pereira, o novo contrato de patrocínio é o maior do futebol sul-americano.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Oportunidade

Praia Grande oferece 50 vagas gratuitas para oficina de fotografia

Inscrições começam na próxima segunda (22), no Palácio das Artes

Guarujá

Teatro Procópio Ferreira tem apresentações gratuitas na quinta (25)

Para complementar e fortalecer a mensagem passada na peça, será entregue um livro com a história encenada e outras atividades

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software